domingo, 26 de fevereiro de 2017

Bloco Afro Cultural Coisa de Nêgo vai às ruas de Parnaíba pela valorização da cultura afro

Os grupos que referenciam a cultura afro-brasileira em Parnaíba foram às ruas no carnaval de 2017. Com o apoio do Bloco Afro Cultural Coisa de Nêgo os participantes deixaram sua mensagem contra o preconceito. Esse trabalho é voltado para o resgate, valorização e preservação da cultura afro-brasileira, além do combate ao racismo, discriminação e violência. O bloco desfilou na Avenida São Sebastião, no corredor da folia.
Participaram da festa do bloco, membros que compõe grupos de religiões de matrizes africanas de Parnaíba, como também grupos culturais do município, entre eles, integrantes do grupo de capoeira da Tenda Espírita Cosme e Damião.
“Para nós de cultura afro e comunidades de terreiros foi muito importante, a participação dentro do movimento, mostrando na avenida o que é a nossa cultura afro. A intenção é que no próximo ano, possamos fortalecer essa atividade dentro do carnaval parnaibano”, ressaltou Doté Thiago de Yemonja,
coordenador da Renafro e da Associação Afro Cultural Omo Ni Eja. Doté Thiago disse que o acordo com a Prefeitura quanto a participação do bloco no carnaval, só concederam o ônibus para o transporte do grupo. “Não teve o carro de som prometido, a programação de certa forma não foi cumprida. Mas o povo de terreiro foi para a rua, a população escutou e nos acompanhou com o bloco, dançaram, participaram e não houve nenhuma situação de preconceito”.
“A cultura afro é isso, é alegria, é viver na diversidade. Então, estamos colocando o bloco na rua e para ser sincero, o bloco vai estar sempre na rua”, ressaltou o coordenador da Renafro e da Associação Afro Cultural Omo Ni Eja.
Por Tacyane Machado
Fonte: Extra Parnaíba
Edição: Mário Pires Santana