terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Parnahyba admite situação financeira difícil e aguarda posição da prefeitura

Foto/Fábio Lima/Cidade Verde
O presidente do Parnahyba Sport Club, Batista Filho, espera ainda nesta semana por um desfecho das conversas com a Prefeitura de Parnaíba sobre repasses financeiros para o clube. O Município deixou de pagar cinco parcelas de R$ 30 mil no ano passado e ainda não ajudou com a agremiação na temporada 2017. - O Parnahyba vive um momento muito difícil na sua parte financeira. Até agora nós não temos uma posição do Município com relação a convênio ou a questão da nota fiscal. Nós tivemos o problema do governo anterior que ficou devendo cinco parcelas de R$ 30 mil e não pagou. E a gente vive essa situação complicada. 
Batista Filho disse que já foram feitas várias reuniões com a Prefeitura de Parnaíba e espera uma resposta ainda na próxima terça-feira (21). Os recursos, se chegarem, servirão para reforçar a equipe. A diretoria do Tubarão entende que mesmo após a vitória por 3 a 1 fora de casa sobre a Sociedade Esportiva de Picos, o plantel precisa de mais jogadores para suportar a sequência do  Campeonato Piauiense. - Para contratar, nós precisamos fechar
esse convênio com a prefeitura e devemos fechar ainda nesta semana. (...) Nós temos uma equipe competitiva, mas nós temos que ter peças de reposição, pelo menos mais uns quatro jogadores em alguns setores para que a gente possa fortalecer ainda mais a equipe. 
O pedido do Parnaíba foi para que o repasse feito através do programa Nota Fiscal Parnaibana seja elevado de R$ 30 mil para R$ 50 mil mensais, com pagamento a partir de março.
Fonte: cidadeverde.com
Edição: Mário Pires Santana