sábado, 4 de março de 2017

'Campanha da Fraternidade' 2017 terá sua abertura oficial neste sábado (04)

A programação do lançamento contará com a apresentação da temática deste ano.

A Arquidiocese de Teresina realizará o lançamento local da Campanha da Fraternidade 2017 neste sábado, dia 04, às 17h, no Parque da Cidadania. O evento de abertura oficial contará com a presença de representantes da Igreja, gestores públicos e toda a comunidade, além de apresentações culturais de dança, música e teatro. Este ano a campanha traz como tema “Fraternidade: Biomas brasileiros e defesa da vida”, e o lema “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2,15).
A programação do lançamento contará com a apresentação da temática deste ano, além de apresentações culturais de dança, música e teatro. O objetivo principal da CF 2017 é enfatizar à diversidade de cada bioma e criar relações respeitosas com a vida e a cultura dos povos que neles habitam, especialmente à luz do Evangelho. Além disso, enfatiza o respeito à vida e a cultura dos povos que neles habitam.
Para o Arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Brito, a temática é de extrema urgência. Segundo ele, por cinquenta e quatro anos seguidos esse é um tempo forte de conscientização não apenas ideológica. “Isso justifica a campanha ser apresentada no período da Quaresma. É algo que vai ao coração, já que estamos vivenciando um tempo de reflexão, de avaliação e retomada da vida. Com um objetivo bem determinado queremos concentrar o olhar e o coração dos irmãos para esse assunto, já que Deus dá ao ser humano a missão de defender e cuidar da criação”, reforça.
A missão de cada Campanha da Fraternidade é possibilitar à comunidade a vivência fraterna em um campo específico da vida ou da realidade social brasileira que tem necessitado de maior atenção e empenho. Neste ano, o tema escolhido é de grande notoriedade, como enfatiza o Vigário Geral da Arquidiocese, padre Tony Batista.
“Quando passa a Campanha da Fraternidade nunca mais suas temáticas passam nesse Brasil. Basta olhar para os assuntos abordados em edições anteriores e podemos perceber como essa ação é um dos serviços mais bonitos da nossa Igreja. E esse ano estamos dando uma continuidade nas discussões do ano passado, querendo mostrar que a nossa terra é a nossa casa. Temos um cerrado, a caatinga e um pouco de mata atlântica aqui no Piauí. Mas será que estamos cuidando?”, indagou o sacerdote.
De acordo com o coordenador Arquidiocesano da Campanha, Padre Leonildo Campelo, “esse abraço não é só da Igreja e sim de todo homem de boa vontade. Afinal, dependemos do planeta para viver. O assunto de fato não pode ser descuidado, não pode ser deixado para depois, ele necessita da atenção e dos esforços de todos”, finalizou.
Por Jhone Sousa
Com informações da Assessoria
Fonte: 180graus.com
Edição: Mário Pires Santana