segunda-feira, 6 de março de 2017

Crise faz menos gente viajar de avião, e Brasil cai de 5º para 9º mercado

Em 2015, o país ocupava a 5ª posição no ranking como um dos maiores mercados do mundo.

A crise atingiu o setor de aviação. Em 2015, o Brasil ocupava o posto de 5º maior mercado aéreo do mundo. Em 2016, caiu para a 9ª posição. As informações são da Associação Internacional do Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês) e foram divulgadas nesta sexta-feira (3). Os números incluem os embarques de passageiros em voos domésticos, internacionais e em conexão.
Recessão atinge companhias aéreas brasileiras (Foto: Paulo Pinto/ Fotos Públicas)
Veja quais foram os primeiros no ranking:
1. Estados Unidos;
2. China;
3. Japão;
4. Índia;
5. Reino Unido;
6. Indonésia;
7. Alemanha;
8. Espanha;
9. Brasil.
Segundo o levantamento, ''a severa crise econômica e as turbulências políticas e sociais tiveram impacto na demanda por viagens aéreas no ano passado''. Ao todo, foram cerca de 100 milhões de embarques no Brasil, uma queda de 10,4% em relação ao ano anterior. Em todo o mundo, foram 3,8 bilhões de passageiros embarcados em 2016 (ante 3,5 bilhões do ano anterior). Desse total, 1,9 bilhão embarcaram em voos domésticos, 1,3 bilhão em voos internacionais e os 604 milhões restantes fizeram conexões.
Fonte: Portalodia.com
Informações Uol
Edição: Mário Pires Santana