quarta-feira, 1 de março de 2017

TCE fiscalizará licitações realizadas na Quarta de Cinzas

Corte de Contas suspeita que concorrências estejam eivadas de vícios nada republicanos.
Por Rômulo Rocha - De Brasília

AS ÁGUAS VÃO ROLAR?
Se não mudar e for obstinado no trabalho que vem desenvolvendo, a atual gestão do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, comandada pelo conselheiro Olavo Rebelo, tem tudo para se destacar em meio a tantas outras na Corte de Contas.
Presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Olavo Rebelo...
Pois bem. Frente a inúmeras medidas fiscalizatórias, eis que emerge mais uma. O TCE vai esquadrinhar todas as licitações realizadas pelas prefeituras e outros órgãos próxima quarta-feira (1º), a Quarta-Feira de Cinzas. Haverá uma espécie de “fiscalização especifica” nestas concorrências públicas.
Olavo Rebelo – sabiamente, porque no Piauí há uma gatunagem só envolvendo licitações – tem informado que a fiscalização dos certames públicos será o foco de sua gestão à frente do Tribunal. Portanto, aqueles que estão a comemorar no Carnaval, achando que está tudo certo para embolsar dinheiro público, sob a marchinha “As Águas Vão Rolar”, talvez tenham que repensar a necessidade de tamanha urgência, numa semana em que o escrutínio daqueles que podem exercer uma observação mais rígida estará prejudicado, como é o caso do próprio povo. A sensatez por parte dos prefeitos e demais gestores em situações assim pode evitar que depois estejam a cantarolar a última estrofe da famosa marchinha, que diz: “se a polícia por isso me prender e na última hora me soltar, eu pego a saca, saca, saca-rolha e bebo até me afogar, deixa as águas rolar”.
É... pode até beber. Mas a ressaca aqui é diferente.
Fonte: 180graus.com
Edição: Mário Pires Santana