sábado, 22 de abril de 2017

Com reforma administrativa, um terço dos deputados da Alepi é formado por suplentes

Com a posse de mais um novo deputado na equipe de governo de Wellington Dias (PT), o número de suplentes no plenário da Assembleia Legislativa chega a um terço da Casa. Dos 30 deputados eleitos, 10 ocupam secretarias ou outros órgãos e, por isso, cederam vaga a candidatos de suas coligações que foram menos votados no pleito de 2014. Mas o número de convocados para o parlamento chega a 11, porque também há suplente que assumiu secretaria. 
Foto/Reprodução/cidadeverde.com.
A saída de Pablo Santos (PMDB) para a Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (FEPISERH) abriu vaga para Mauro Tapety (PMDB), parlamentar por quatro mandatos que volta exercer mandato. A mudança fecha a reforma administrativa de Wellington Dias e acomoda o lado do PMDB que apoia o governador, na expectativa de que o deputado estadual Themístocles Filho (PMDB) seja o candidato a vice-governador nas eleições de 2018. Mauro Tapety é o 12º suplente convocado desde a última eleição estadual. Dez desses continuam na Alepi: Aluísio Martins (PT), Antônio Felix (PSD), Belê Medeiros (PP), Cícero Magalhães (PT), Francis Lopes (PRP), Henrique Rebelo (PT), José Hamilton Castelo Branco (PTB) e o líder do governo, João de Deus (PT) - além do próprio Tapety. Outro suplente convocado pela Alepi foi Ziza Carvalho (PROS), que não ficou na Casa porque foi chamado pelo governador para assumir a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar). Situação parecida foi a de Henrique Rebelo, que comandou a Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Sasc) até o início deste ano e retornou ao parlamento. 
Com a volta de Henrique Rebelo, nenhum suplente precisou deixar a Alepi, porque Joel Rodrigues (PP) deixou a Casa no início deste ano após ser eleito prefeito de Floriano. 
A Alepi teve a saída de Luciano Nunes (PSDB), que retornou para o parlamento em setembro de 2015 após comandar a Fundação Municipal de Saúde (FMS) na prefeitura de Teresina. Antônio Félix (PSD) esteve no lugar do tucano, e continua na Assembleia porque Flávio Nogueira Júnior foi chamado para a Secretaria de Turismo (Setur). 
Por Fábio Lima
Fonte: cidadeverde.com
Edição: Mário Pires Santana