terça-feira, 25 de abril de 2017

Messi ainda pode ter mais gols no Barcelona que Pelé no Santos

Mas o argentino ainda pode ultrapassar o Rei do Futebol contando apenas jogos oficiais.
Da ESPN
     Messi e Pelé/Foto/Portal de Notícias 24HorasPB!
Lionel Messi precisou de uma temporada e 172 partidas a mais no Barcelona do que Pelé necessitou no Santos para alcançar o gol 500 em jogos oficiais. O Rei do Futebol também era dois anos mais novo (27 a 29) quando conseguiu o feito - foi no longínquo ano de 1967. Já o argentino atingiu a marca no último domingo, quando marcou duas vezes na vitória por 3 a 2 contra o Real Madrid pelo Campeonato Espanhol.
Mas o argentino ainda pode ultrapassar o Rei do Futebol contando apenas jogos oficiais.
Messi, que completará 30 anos no próximo 24 de junho, disputa neste ano a 13º temporada pela equipe principal do Barcelona. Soma 570 partidas oficiais e 500 gols pelo clube catalão, o que significa uma média de 0,87 tento por partida. Pelé tem 1.116 jogos e 1.091 gols, segundo o Santos, que considera partidas amistosas. Por esse padrão: o gol 500 foi anotado em 2 de setembro de 1962.
Pelé, que começou a jogar pelo Santos em 7 de setembro de 1956 e despediu-se do clube em 2 de outubro de 1974, então com 33 anos, fez 643 gols oficiais Com a média atual, Messi precisaria de mais 125 partidas para ultrapassar Pelé, ou menos do que três temporadas (o Barcelona quer que ele encerre a carreira
no clube)
Isto significa que foram considerados partidas de Campeonato Paulista, Torneio Rio-São Paulo, Campeonato Brasileiro, Torneio Roberto Gomes Pedrosa, Taça Brasil, Copa Libertadores e Mundial Interclubes.
Segundo esse levantamento, Pelé alcançou o gol de número 500 pelo Santos em 17 de dezembro de 1967, quanto tinha 27 anos, estava finalizando a 12ª temporada pelo clube e somava apenas 398 partidas oficiais pela equipe - uma média de 1,32 tento por partida.
Ao comparar as carreiras de Pelé e Messi quando ambos alcançaram 500 gols por seus clubes dá para ter uma ideia da grande importância deles.
Ao final de 1967, Pelé somava sete títulos de Campeonato Paulista, três do Torneio Rio-São Paulo, cinco da Taça Brasil (que era o única competição nacional da época), duas da Copa Libertadores e dois do Mundial Interclubes, além duas Copas do Mundo pela seleção.
Messi até tem mais troféus pelo Barcelona do que o Rei do Futebol somou no Santos até 1967. São oito títulos do Campeonato Espanhol, quatro da Copa do Rei, sete da Supercopa da Espanha, quatro da Uefa Champions League, três da Supercopa Europeia e três do Mundial de Clubes. Mas não tem taça alguma pela Argentina.
Depois do gol 500 oficial, foi campeão de mais três paulistas, um Rio-São Paulo, um Torneio Roberto Gomes Pedrosa, uma Recopa Sul-Americana e uma Recopa Intercontinental. Também venceu mais uma Copa. Depois, o Rei ainda jogou por mais três anos no New York Cosmos, dos EUA, até se aposentar. E foi uma vez campeão norte-americano.
Messi tem contrato com o Barcelona até o final da próxima temporada. Já há uma discussão sobre uma renovação até o final da temporada de 2021, ainda sem definição oficial, que esbarra em muito na questão financeira.
Se o argentino ficar mais quatro anos, como deseja o cluba da Catalunha, e manter a média atual de gols por ano (38,5), é possível que ele ultrapasse a marca de Pelé no Santos.
Faltam 143 tentos...
Fonte: Piauí Hoje
Edição: Mário Pires Santana