terça-feira, 2 de maio de 2017

A programação da FFP para as semifinais do segundo turno

Terminada a fase de classificação no segundo turno do Campeonato Piauiense de Futebol, os confrontos das semifinais estão claramente definidos entre River e Piauí e Altos x 4 de Julho.
    Foto - Eduardo Frota - Cidadeverde.com - Arquivo
Os dois jogos serão realizados em Teresina porque River e Altos são detentores das melhores campanhas. O River somou 14 pontos contra 8 do Piauí e Altos somou 11 contra 9 pontos do 4 de Julho. Riverinos e altoenses ainda levam vantagem nas semifinais. Ambos jogarão pelo empate nos 90 minutos e numa possível prorrogação de 30.
A Federação deverá anunciar de modo definitivo as datas e horários dos jogos River x Piauí e Altos x 4 de Julho, nesta terça-feira. Inicialmente estão previstas as datas de 6 e 7, próximos sábado e domingo. Falta a confirmação. Os dois vencedores das semifinais vão decidir em jogo único o título do segundo turno e da Taça Cidade de Teresina. O vencedor decidirá o título estadual em dois jogos com o Parnahyba.
PRESSÕES DE TODOS OS LADOS
Alguns jogos do Campeonato Piauiense de Futebol estão gerando reclamações exageradas e até mesmo atitudes que deveriam ser evitadas. A luta pela vitória está indo além dos limites estabelecidos pelas regras. O perdedor está sempre culpando a arbitragem , mesmo sem nennhum motivo. Sobra até mesmo para a imprensa esportiva, que não apita os jogos, não marca gol, não desmarca. Os
lances que podem ser considerados duvidosos estão gravados por emissoras de
TVs. A repetição nos programas mostra a realidade, o que aconteceu em campo. Não se trata apenas de opinião. A imagem está aí para provar.
Além de vários outros, o jogo River 2 x 1 Altos provocou protestos de dirigentes altoenses, sem motivo. O pênalti do goleiro Rodrigo Carvalho em Negueba existiu. Está gravado. A expulsão do goleiro aconteceu porque ele já tinha cartão amarelo em lance anterior. Para um segundo amarelo a punição é expulsão de campo. Está na lei do jogo. Ninguém inventou nada.
No final da partida houve um tumulto envolvendo jogadores. O preparador físico de Altos, Gabriel Sousa, mandou uma explicação, acompanhada de ameaça de tomar suas providências porque eu escrevi que ele teria sido expulso durante a partida, o que realmente não aconteceu. O expulso foi o auxiliar técnico. Disse Gabriel Sousa que teria ido ao Viola apenas reclamar porque o atacante do River teria ofendido o técnico Kobayashi. Agora é estranho que uma simples reclamação tenha causado tanta confusão.
Fica feita a correção : o preparador físico de Altos, Gabriel Sousa, não foi expulso durante a partida. Em relação a "tomar minhas providências" conforme ele disse, é um direito do profissional da agremiação altoense. Que a Federação e os árbitros estejam muito atentos nos próximos jogos.
Por Dídimo de Castro
Fonte: cidadeverde.com
Edição: Mário Pires Santana