sexta-feira, 23 de junho de 2017

Governo autoriza revitalização do Complexo Porto das Barcas

Um dos principais pontos turísticos do Estado, o Complexo Porto das Barcas, em Parnaíba, vai ganhar revitalização em todo o seu conjunto arquitetônico. Após vistoria da Coordenação de Registro e Conservação da Secretaria Estadual de Cultura, foi constatado o comprometimento da estrutura dos prédios. O governador Wellington Dias decretou estado de emergência nessa terça-feira (20), com isso, a Secult tem até 180 dias para executar a obra.
O relatório e vistoria técnica apontaram danos à estrutura devido aos impactos ambientais sofridos ao longo dos últimos 10 anos, principalmente na área onde fica atualmente o Museu Náutico e seu entorno. A Secult já possui projeto elaborado para recuperação do espaço e o valor estimado da obra é de aproximadamente R$ 8 milhões. “Além de revitalizar, o projeto também objetiva a valorização do conjunto arquitetônico e instalação do Museu do Mar e do Ponto de Cultura”, conta a coordenadora de registro e conservação, arquiteta Patrícia Mendes. O projeto também contempla instalação de ateliê, livraria, restaurante e parque das ruínas, que funcionarão no local. O complexo também ganhará novos projetos de iluminação e sinalização, que além de valorizar a arquitetura, também facilitará a orientação e visitação turística.
“Nós vamos fazer a obra parcialmente, vamos priorizar primeiro os pontos
críticos para evitar danos ao patrimônio e depois expandimos para as outras áreas”, conta o secretário estadual de Cultura, Fábio Novo. 
PORTO DAS BARCAS
Localizado na cidade de Parnaíba, às margens do rio Igaraçu o local foi construído no século XIX. De grande importância histórica, é constituído de antigos prédios da alfândega; cais, pátios, velho dique, becos e vielas. A fachada principal é de composição neoclássica, e o conjunto foi restaurado e transformado em centro cultural.
O ambiente rústico, as ruas estreitas e os prédios históricos complementam a paisagem do local. No Porto das Barcas é possível encontrar artesanato da região e quadros pintados por artistas plásticos parnaibanos, além de peças de outras cidades do Piauí, como a opala de Pedro II e a arte santeira de Teresina.
Fonte: cidadeverde.com
Edição: Mário Pires Santana