sábado, 22 de julho de 2017

Os benefícios da dança para a saúde e bem estar

A atividade evita o sedentarismo e aumenta a autoimagem, autoestima e auto-confiança.
Por *Sariny Leão
Foto/Pixabay
A dança é uma das mais importantes formas de expressão, pois além de ser uma linguagem corporal é também uma linguagem cultural e social que se desenvolveu ao longo da história. Essa prática que simboliza as diversas culturas esta sendo uma das atividades mais usadas por profissionais de Educação Física para incentivar a população a sair do sedentarismo e ir além do bem estar físico.
De acordo com a professora de práticas de danças da Faculdade UNINASSAU, Lidiane Silva, a dança não existe público alvo e nem faixa etária e os benefícios são evidentes para a população. “Nos idosos a dança pode reduzir a queda fisiológica decorrente da idade, melhorando assim, as atividades da vida diária e dando novamente a autonomia e aumentando a expectativa de vida, já nos adultos apresenta-se como um tratamento eficaz para inúmeros prejuízos de cunho hormonal, psicológico e social e nos jovens a atividade contribui positivamente nos aspectos físicos, afetivos, sociais, cognitivos e motores”,
comenta a professora.
Para a professora a dança além de ser uma terapia capaz de aliviar estresses e tensões do dia-a-dia é uma atividade que melhora a autoimagem, autoestima e auto-confiança dos praticantes, pois assim que a pessoa começa a dançar já sente que essa prática vai além do bem estar físico.
*Assessora de Comunicação/UNINASSAU
Edição: Mário Pires Santana