domingo, 23 de julho de 2017

RCV: Inscrição de 1616 pode mudar a história do Piauí

Uma antiga capela de Frecheira da Lama, povoado a 8 quilômetros da cidade de Cocal da Estação, vem chamando a atenção de pesquisadores, historiadores e arquitetos. A polêmica gira em torno de uma inscrição datada de 1616, colocada em uma das torres da capela. Especula-se que este possa ser o ano de sua origem. Se for verdade, este seria o templo católico mais antigo do Piauí. 
Essa discussão estampa a capa da Edição 167 da Revista Cidade Verde, que já está nas bancas. 
Outro destaque de peso nessa edição é a entrevista com o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Olavo Rebelo, para as Páginas Verdes. O conselheiro afirma que a corrupção no Piauí acontece em maior escala que no
resto do país. Ele ressalta ainda que a Controladoria Geral da União (CGU) constatou que em mais de mil municípios fiscalizados no Brasil, cerca de 80% apresentam algum tipo de irregularidade grave. No Piauí, segundo Olavo, esse percentual pode chegar a 90%.
Nessa edição há ainda uma reportagem sobre a disputa para o cargo de vice do governador Wellington Dias em 2018. Outra matéria detalha as mudanças no Fies para o próximo ano. Também é destaque o aumento do saldo de empregos
no Brasil - um forte indicativo de recuperação econômica, e a Revista também traz dicas sobre o que fazer para conseguir economizar.
O leitor terá acesso a uma reportagem escrita por Jeane Melo que explica quais são os direitos dos pacientes diagnosticados com câncer. Também na área da saúde, uma matéria fala sobre os mistérios da homeopatia. 
O spinner - brinquedo que virou febre - também é destaque nessa edição, assim como os sacrifícios do fisiculturismo e a prática de yoga entre crianças. Para mais informações e assinaturas acesse www.revistacidadeverde.com.br
Por Jordana Cury
Fonte: cidadeverde.com
Edição: Mário Pires Santana