segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Governo quer desapropriar área para fazer aeroporto em Barra Grande

O decreto estabelece ainda urgência para que o imóvel seja colocado de posse do Estado.
Por *Claudio Barros

A praia de de Barra Grande, no município de Cajueiro da Praia, poderá ter um aeroporto para chamar de seu. Na semana passada, o governador do Piauí, Wellington Dias, assinou decreto declarando de utilidade pública para fins de desapropriação uma área de 50,17 hectares, na qual se pretende construir pista de pouso, casa de passageiros etc.
                           Foto: Divulgação
O terreno, que tem um perímetro de 4.055,64 metros pertence ao atual prefeito do município, Girvaldo Albuquerque Silva (PRB) e está situado na localidade rural Lagoa de São José.
Decreto anterior, de número 15.576, de 13 de maio de 2016, porém, autorizava a declaração de utilidade pública de uma área ainda maior, de 156,37 hectares, com perímetro de 7.284,28 metros, pertencente a Cândido Inácio da Silva. Além de desapropriar a área, o decreto assinado pelo governador estabelece urgência para que o imóvel seja colocado de posse do Estado, autorizando a Procuradoria Geral do Estado a proceder as tratativas para a desapropriação.
A praia de Barra Grande fica a 70 quilômetros de um aeroporto bem instalado e pertencente á Infraero, o aeroporto prefeito João Silva Filho, na cidade de Parnaíba, construído em 1971, com uma pista de 2.500 metros. Atualmente tem um voo da Azul. Se de fato tiver recursos para construir um aeroporto numa área turística, a 70 km de um equipamento aeroportuário já existente, esta será a segunda vez que o governo do Piauí faz esse tipo de aposta arriscada.
A primeira é o aeroporto de São Raimundo Nonato, no Sudeste do Estado, construído com o fim de alavancar o turismo no Parque Nacional da Serra da Capivara, mas que até hoje não tem um voo capaz de trazer passageiros suficientes para encher todos os leitos de um hotel.
Fonte: Blog do Claudio Barros/180graus.com
Edição: Mário Pires Santana