sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Representantes piauienses destacam o potencial turístico do estado na maior Feira das Américas

Principais pontos turísticos do Piauí são apresentados da 45ª edição da ABAV Expo.
Por Marta Alencar

Delta do Parnaíba, Fundação Museu do Homem Americano e Luís Correia são os principais pontos turísticos do Piauí. Mas o estado também tem outros potenciais voltados para o setor. Para apresentá-los, a Associação Brasileira de Viagens (ABAV-PI) do Piauí participou da 45ª edição da ABAV Expo Internacional de Turismo & 48º Encontro Comercial Braztoa, em São Paulo. Segundo o presidente da ABAV-PI, Jorge Leite, a feira da ABAV permite troca de ideias com outros estados e agências de turismo, além de promover os negócios. “A gente sabe que cada estado tem suas dificuldades, mas alguns estados têm mais condições financeiras através de convênios. Produtos e belezas são apresentados por todos os estados aqui, inclusive pelo Piauí”, afirmou Leite.
Desafios do turismo
Este ano, o Piauí deu um passo muito grande em relação ao turismo. A partir do dia 16 de setembro, a Azul Linhas Aéreas passou a operar voos direitos e regulares para Parnaíba. “Infelizmente, essa conquista não está sendo divulgada na ABAV. Isso era para estar sendo divulgado no evento junto às operadoras de turismo. Hoje temos várias empresas do Litoral participando desse evento. Ou seja, são as empresas que mais ressaltam e investem no fomento ao turismo
piauiense”, declarou.
O presidente da ABAV-PI, Jorge Leite, afirma que a feira permite troca de ideias com outros estados e agências de turismo
Rota das Emoções
Promovida pelo Serviço de Apoio às Micro Pequenas Empresas do Piauí (SEBRAE-PI), a Rota das Emoções é composta por três estados do Nordeste brasileiro, Ceará, Piauí e Maranhão. O projeto apresenta ecossistema variado, formando mares de ondas perfeitas, próprias para a prática do surf, windsurf, kitesurf, entre outros esportes náuticos. Toda a Rota das Emoções é envolta em muita aventura e a região bastante conservada virou roteiro obrigatório para os amantes do ecoturismo, do turismo de aventura e dos esportes ao ar livre.
A Rota das Emoções integra várias comunidades, onde valoriza sua cultura e ensina-lhes sobre a importância desse potencial turístico que é também uma forma de desenvolvimento das comunidades e sustento nos mais diversos ramos do turismo, sempre com um olhar na sustentabilidade e competitividade do produto no mercado nacional e internacional. Todos esses esforços contribuíram para que a Rota das Emoções, em 2009, fosse eleita o Melhor Roteiro Turístico do país, concedido pelo Ministério do Turismo, durante o 4º Salão do Turismo, maior evento turístico da América Latina.
Jorge Leite e Filomeno Montanha, representantes da ABAV-PI. // Créditos: Marta AlencarJorge Leite e Filomeno Montanha, representantes da ABAV-PI. // Créditos: Marta Alencar
“A Rota das Emoções foi um roteiro criado para fomentar o litoral piauiense. Se o governo do estado não tem iniciativa para alguma coisa, o setor privado continuará fazendo. Porque o local e a hora é esta”, apontou o presidente da ABAV-PI.
Elogiando o projeto da Rota das Emoções, o diretor para as Américas da Atout France, Jean Philippe Pérol, afirmou que o roteiro turístico pode atrair mais franceses para os três estados. “Com voos internacionais diretos para Fortaleza, isso com certeza vai contribuir para atrair mais franceses para a Região. Mas o Brasil precisa trabalhar melhor seus produtos, ampliando mais hotéis e melhorar a segurança”, ressaltou.
Tecnologia no turismo
Com os avanços da tecnologia, as agências de turismo de todo o país estão tendo que se adaptar e melhorar seus serviços. Segundo o presidente da ABAV-PI, as operadoras do Piauí precisam se aliar essas startups para despertar mais os negócios no setor. “O Piauí é um estado novo. E ainda temos tempo. Precisamos pegar esses turistas que viajaram vários vezes no Brasil para conhecer os melhores destinos. Nesse sentido é fundamental, a parceria do governo do estado com o setor privado”, finalizou.
Startups no Piauí
Uma ideia inovadora em um ambiente incerto. É um conceito simples, mas a criação de uma startup parte desse princípio. Para quem desconhece o termo pode achar que startup é um modelo de negócio arriscado. Mas a verdade é que ele cresce cada vez mais no Brasil e gera grandes lucros para os seus investidores, mesmo com a crise econômica. No Piauí, esse tipo de negócio está se consolidando nos últimos anos. Mas a questão é que as ideias de muitos empreendedores no estado precisam de quem acredite e invista nelas.
A maioria das startups implantada no Piauí tem como protagonistas, jovens entre 18 a 40 anos. Muitos desses jovens, recém-formados, desenvolvem projetos diferenciais e inovadores para o mercado e ganham muito com isso. O Piauí tem mais de mil startups implantadas, que são dividas nos três polos de tecnologia do Estado: Teresina, Picos e Parnaíba. As startups são focadas em vários segmentos, incluindo turismo.
Fonte: Portal AZ
Edição: Mário Pires Santana