sexta-feira, 17 de novembro de 2017

100 Anos do Banco do Brasil na Parnaíba e no Piauí..

A Agência do Banco do Brasil na Praça da Graça programou uma semana -- que se encerrou hoje -- de reverências ao centenário do Banco do Brasil no Piauí. 
Por Mário Pires Santana
Foto/Arquivo do Editor
A 4 de junho de 1917 foi inaugurada a primeira agência do Banco do Brasil em Parnaíba. A primeira agência do Banco no Piauí, a 23ª no Brasil, Ressalto que somente 4 anos depois foi criada a agência em Teresina. 
Naquela época, o então florescente empório comercial -- importador e exportador -- parnaibano, já mostrava sua força. Representado por grandes empresas que se destacavam, como: Casa Marc Jacob, Moraes S.A., Poncion Rodrigues & Cia., Franklin Veras & Cia., Delbão Rodrigues & Cia., a Companhia de Navegação Booth Line, entre outras. 
A pujança de Parnaíba fez que suas lideranças solicitassem à direção do Banco, uma agência para impulsionar o desenvolvimento da cidade. Foram prontamente atendidos. O presidente do Banco numa demonstração de reconhecimento e respeito à cidade, enviou uma carta ao Sr. Roland Jacob, apresentando o gerente e o contador que o Banco deliberou para iniciar os trabalhos visando o estabelecimento da nova agência de Parnaíba.
Em curto espaço de tempo o Banco do Brasil instalou a Carteira de Crédito Agrícola Industrial e Comercial, com o objetivo de fomentar o incremento da riqueza nacional. E com essa assistência aos agricultores, o BB veio contribuir
com o desenvolvimento sócio-econômico desta região, dando maior ênfase aos setores produtivos.
Ao longo dessa longeva trajetória, muitas transformações importantes, como o crescimento e reforma moderna do belo prédio. O desenvolvimento de novas tecnologias proporcionou a diminuição no número de funcionários, mas em compensação aumentou a eficiência no atendimento aos clientes. Parnaíba cresceu e chegou o momento do BB implantar uma nova Agência na efervescente, Av. Pinheiro Machado. Importante artéria, que e firma como o novo Centro Comercial e Bancário de Parnaíba.
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.