domingo, 26 de novembro de 2017

87 cidades do Piauí não possuem água própria para consumo humano

Secretaria de Defesa Civil aponta que a situação se deve principalmente à falta de chuvas para reabastecer os reservatórios, que estão com capacidade abaixo de 10%.
Da Redação/portalodia.com 
Pelo menos 87 cidades piauienses não possuem água própria para consumo humano, é o que aponta um levantamento da Secretaria de Defesa Civil divulgado esta semana. Os dados mostram que o problema se deve principalmente à falta de chuva em algumas regiões do Piauí, o que acabou diminuindo o nível de vários reservatórios e a prejudicou a distribuição de água em certas localidades.
De acordo com o secretário de Defesa Civil do Piauí, Hélio Isaías, este é o sexto ano consecutivo de seca no Piauí e em todo o Nordeste e a capacidade dos reservatórios do Estado com capacidade abaixo de 10%. “O abastecimento urbano está comprometido. Estamos aplicando R$ 15 milhões do Ministério da Integração em São Raimundo Nonato. A adutora da cidade vai beneficiar nove municípios”, afirma.
O açude Joana, em Pedro II, secou, segundo a Defesa Civil. A solução encontrada foi a construção de uma adutora saindo do açude Caldeirão, em Piripiri. Enquanto a obra não fica pronta, o Governo do Estado está providenciando carros-pipa e realizando a perfuração de poços, bem como a construção de pequenas barragens.
Medidas semelhantes estão sendo adotadas em Curimatá, onde há reclamações de que a população não tem água nem para as necessidades básicas.
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.