quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Enem 2017 será aplicado para mais de 145 mil pessoas no Piauí

No Enem 2016, o estado teve 187.815 participantes. A queda no número de inscrições é consequência do Enem ter deixado de certificar o Ensino Médio.
Nos dias 5 e 12 de novembro, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 será aplicado no estado do Piauí para 149.154 participantes. O número é 2,2% do total de 6.731.203 inscritos. As provas serão aplicadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) em 32 municípios, mesmo número do ano passado, apesar do número de participantes ser 20,5% menor. No Enem 2016, o estado teve 187.815 participantes. A queda no número de inscrições é consequência do Enem ter deixado de certificar o Ensino Médio, tarefa que voltou ao Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).
Perfil – No Piauí, 25,8% dos participantes são pagantes; 54,7% foram isentos do pagamento da taxa de inscrição em função da Lei ou do Decreto; e 19,5% obtiveram a gratuidade automática por estarem concluindo o Ensino Médio na rede pública em 2017. Em relação à situação de ensino; 66,1% já concluiu o Ensino Médio; 23% é concluinte este ano; e 10,3% concluirá após 2017 (treineiros). Do total de participantes do Piauí, 59,3% são mulheres e 40,7% são homens.
Atendimentos – Foram aprovados 715 atendimentos especializados no Piauí. A maioria dos casos é de deficiência física, deficiência auditiva e baixa visão. Serão usados 1.345 recursos de acessibilidade, sendo 17 vídeo-provas traduzidas em Libras, novidade desta edição. Também serão 363 atendimentos específicos, 49% para lactantes. O estado teve uma solicitação aprovada para atendimento pelo nome social.
Participantes por faixa etária
Menor que 16 – 3.453
Igual a 16 – 8.689
Igual a 17 – 17.419
Igual a 18 – 18.508
Igual a 19 – 16.191
Igual a 20 – 12.783
De 21 a 30 – 50.373
De 31 a 59 – 21.510
Maior ou igual a 60 – 228
Confira o total de inscritos por município de aplicação
Fonte: 180graus.com
Com informações do Inep
Edição: Mário Pires Santana