terça-feira, 21 de novembro de 2017

Teresina está entre os 20 piores lugares para viajar, diz site

Com base nos índices de violência, o site Brasil Financeiro elencou os piores destino para se viajar dentro do Brasil.
Por Geici Mello

O site Brasil Financeiro, especializado em economia, divulgou uma lista com as 20 piores cidades para viajar dentro do Brasil. A capital piauiense aparece na 12ª posição. Em 20º lugar está Curitiba (PR) e ocupando o primeiro lugar, Fortaleza (CE).
De acordo com o site, antes de planejar uma viagem, os turistas costumar pesquisar sobre o local para onde desejam ir, e mesmo que o local tenha lindas paisagens, os índices de violência são um fator determinante para escolha final. 
Baseado nisto, o site elaborou o ranking. Os critérios de avaliação desta lista estão baseados nos índices de violência de cada cidade. Foi levado em consideração também o ranking mundial das cidades mais violentas do mundo de acordo com a revista Exame. 
Teresina aparece na 38ª posição de cidade mais violenta do mundo em 2016, com 363 homicídios para 847,430 habitantes, equivalente a uma taxa de 42,84%. Natal (RN), Belém (PA) e Aracaju (SE), ocupam 10º, 11º e 12º lugar respectivamente no ranking das cidades mais violentas do mundo. 
No ranking mundial dos países mais perigosos, divulgado pelo instituto para Economia e paz (IEP), o Brasil ocupa a 59ª posição, de nação menos pacífica do mundo, o índice do país é de 2,176.
Confira o Ranking nacional:
20º - Curitiba (PR) 
19º - Porto Alegre (RS)
18º - Campina Grande (PB)
17º - Campo de Goytacazes (RJ)
16º - Aracaju (SE)
15º - Recife (PE)
14º - Vitória da Conquista (BA)
13º - Vitória (ES)
12º - Teresina (PI)
11º- Goiânia (GO)
10º- Feira de Santana (BA)
9º- Belém (PA)
8º- Manaus (AM)
7º- Cuiabá (MT)
6º- São Luís (MA)
5º- Maceió (AL)
4º- João Pessoa (PB)
3º- Salvador (BA)
2º- Natal (RN)
1º- Fortaleza (CE)
Fonte: portalodia.com.br
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.