sábado, 16 de dezembro de 2017

Globo faz matérias contra a Previdência Social por ser dona da maior empresa de previdência privada

O Senado brasileiro concluiu este semestre a CPI da Previdência Social. O que os senadores concluíram? Que apesar de toda noite a televisão mostrar as mazelas da Previdência Social, o problema é bem outro.
Por *Oscar de Barros

Primeiro, não existe o propalado déficit na Previdência Social. Segundo, governando conforme a Constituição, a Previdência poderia até ser considerada superavitária.
Por fim, não conclusão dos senadores, mas informação deste blog, a Rede Globo de Televisão (que todos os dias propaga contra a Previdência) é dona da maior empresa de previdência privada! Leitor deste blog, quando ligar na Globo e vê ela falando mal da Previdência Social, desconfie.
VEJA O QUE A CPI DA PREVIDÊNCIA NO SENADO COMPROVOU
O GOVERNO MANIPULA DADOS E CÁLCULOS
As estimativas e projeções apresentadas pelo governo federal para tentar justificar a proposta de reforma da previdência estão repletas de erros e imprecisões. Essas informações manipuladas forjam uma situação artificialmente grave com o objetivo de acabar com a previdência pública.
DESVIO DE DINHEIRO DA SEGURIDADE
Através da emenda constitucional o governo criou a DRU – Desvinculação de Receitas da União. Com isso, já foram retirados da Seguridade Social 519
bilhões só entre 2005 e 2015. E só em 2016 foram retirados mais de 91,8 bilhões. É extremamente necessário o fim da DRU, com a revogação do artigo 76 do Ato das Disposições Transitórias da Constituição Federal.
ERROS E FRAUDES EM PAGAMENTOS DE BENEFÍCIOS
É estimado em 56 bilhões anuais o volume de erros e fraudes em pagamento de benefícios do RGPS e mais da metade dos laudos analisados (53%) continham deficiências no registro para atestar a incapacidade do segurado periciado.
MÁ GESTÃO DAS INSTITUIÇÕES QUE CUIDAM DA SEGURIDADE SOCIAL
40,6% das agências do INSS não possuem peritos médicos, exigindo deslocamentos de servidores ou de segurados. Um número excessivamente grande de benefícios é decorrente de decisões judiciais, gerando despesas de 48,9 bilhões somente em 2016. Auditoria do TCU demonstrou precariedade e falta de transparência na tramitação e julgamento de processos administrativos fiscais, além da morosidade. Segundo o CARF – Conselho Administrativo de Recursos Fiscais, seriam necessários 77 anos para que fosse julgado todo o estoque de processos existente.
O GOVERNO SEGUE FAZENDO PROPAGANDA ENGANOSA
Com o apoio da grande imprensa o governo manipula informações para vender a ideia de que a Previdência Social é deficitária para facilitar o crescimento da previdência privada. O governo trata os regimes próprios de previdência dos servidores públicos como se fossem parte da Seguridade Social para justificar o falso déficit. 
RENÚNCIAS FISCAIS
Segundo a Receita Federal, nos últimos 10 anos as desonerações (autorização para pagar menos) para as grandes empresas mais que triplicaram, chegando a 143 bilhões até 2016 e 45 bilhões apenas em 2017. Já as renúncias sobre a Seguridade Social somam mais de 370 bilhões entre 2014 e 2016. O próprio secretário da Receita Federal admitiu que os recursos da Previdência não podem ser utilizados como incentivo fiscal, por ser arrecadado com um fim específico.
BENESSE DA LEI
Dispositivos legais que extinguem a punibilidade de crimes contra a ordem tributária mediante o simples pagamento ou parcelamento do débito são um convite à sonegação.
REFIS PREMIA DEVEDORES E SONEGADORES
Nos últimos anos foram criados aproximadamente 30 programas de parcelamento especiais (REFIS), todos com expressivas reduções nos valores das multas e juros. Isso incentivou a cultura do não pagamento de dívidas na expectativa de futuro parcelamento. Se fosse cobrada e recebida toda a dívida ativa de natureza previdenciária, o montante, que ultrapassa a casa de 460 bilhões, daria para suportar a necessidade de adicional de três orçamentos inteiros da seguridade Social.
BENEFÍCIOS A GRANDES DEVEDORES
Como a grande maioria dos grandes devedores tem créditos tributários junto à Receita Federal, acabam ganhando muito dinheiro fazendo a compensação entre créditos relativos a outros tributos, como Imposto de Renda, IPI e outros, com débitos previdenciários. Com isso, o devido à Seguridade Social nunca é totalmente pago. Empresas em débito com o sistema de Seguridade Social não podem contratar com o Poder Público, como diz a Constituição Federal. Entretanto, grandes empresas devedoras como a JBS e a Magrif, entre outras, obtiveram financiamentos do BNDES, além de tantas outras devedoras que têm participado de licitações públicas e obtido benefícios ficais. 
VEJA MATÉRIA DO CONVERSA AFIADA, DO JORNALISTA PAULO HENRIQUE AMORIM
Globo é dona da maior empresa de previdência privada! Será por isso que ela e a Cegonhóloga defendem a Reforma da Previdência? De amigo navegante que não perde uma manifestação da Cegonhóloga a favor da Reforma da Previdência que cura até dor de corno: A maior empresa de previdência privada no Brasil pertence ao grupo Mapfre. E o grupo Mapfre pertence à Globo. Entendeu agora por que a Globo é a favor da reforma da previdência?
*Com informações do Conversa Adiada de Paulo Henrique Amorim
Fonte: 180graus.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.