quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

PREVIDÊNCIA FICA PARA 2018 E GOLPE SOFRE SUA MAIOR DERROTA

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), marcou para 19 de fevereiro do ano que vem a votação da reforma da Previdência no plenário da Casa, após fracassarem os esforços de governistas para tentar conseguir os votos para aprovar a proposta na próxima semana; com o adiamento, depois de diversas tentativas da base de Michel Temer, o golpe sofre sua maior derrota, uma vez que a Previdência era a maior das reformas prometidas pelo governo federal ao mercado.
Por Brasil 247

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), marcou para 19 de fevereiro do ano que vem a votação da reforma da Previdência no plenário da Casa, após fracassarem os esforços de governistas para tentar conseguir os votos para aprovar a proposta na próxima
semana.
Maia disse a jornalistas na Câmara que, apesar de 2018 ser um ano eleitoral, ele acredita que o tamanho da atual crise fiscal vivida pelo país permitirá que as mudanças previdenciárias sejam aprovadas.
Reportagem de Maria Carolina Marcello
Edição; Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.