terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

PF investiga militares por uso de documentos falsos para compra de armas

A Operação Fogo Amigo foi deflagrada nas primeiras horas da manhã de hoje para dar cumprimento a 11 mandados de busca e apreensão.
Por Maria Clara Estrêla

A Polícia Federal do Piauí deflagrou nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (27) a operação Fogo Amigo, para cumprir 11 mandados de busca e apreensão em residências de militares do 2º Batalhão de Engenharia e Construção (2º BEC). O grupo é investigado por usar documentos falsos para conseguir autorização de compra de armas de fogo. A Polícia Federal explicou que, por se tratarem de militares, a autorização para aquisição do armamento somente poderia ser expedida pela respectiva corporação militar, no entanto os militares se passavam por civis para conseguir ter acesso às armas de forma mais ágil.
                              Foto/Arquivo O Dia
Por meio de nota, a Polícia Federal informou que o Comando do 2º BEC prestou todas as informações necessárias e está colaborando como pode com as investigações. Os militares irão responder pelo que prevê o artigo 304 do Código Penal Brasileiro: crime de uso de documentos falsos. Procurado, o 2º Batalhão de Engenharia de Construção informou que só vai se manifestar por meio de nota. A reportagem aguarda o envio do posicionamento da Corporação acerca da operação da Polícia Federal.
Fonte: portalodia.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.