terça-feira, 6 de março de 2018

Ministro Barroso determina quebra do sigilo bancário do presidente Temer

O Supremo Tribunal Federal determinou a quebra do sigilo bancário do presidente Michel Temer (MDB), por força de decisão assinada pelo ministro Luís Roberto Barroso.
Por Apoliana Oliveira
Foto: Marcos Corrêa/PR
A medida se dá no no âmbito do inquérito que apura irregularidades na elaboração da Medida Provisória 595, conhecida como a MP dos Portos. É a primeira vez que um presidente no exercício do mandato tem seus dados bancários abertos por ordem da justiça.
Segundo o site de Veja, a decisão é do dia 27 de fevereiro, e o Banco Central já oficiou as instituições financeiras sobre a tomada de providências. O ministro pediu ainda o levantamento do sigilo bancário de João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, José Yunes, Rodrigo da Rocha Loures, e Antonio Celso Grecco e Ricardo Mesquita, estes respectivamente dono e executivo da Rodrimar, empresa que Temer teria favorecido por meio da MP.
Fonte: 180graus.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.