quinta-feira, 1 de março de 2018

Projeto garante mais recursos e ampliação de serviços no Heda

O projeto integra cinco linhas de cuidados: cardiovascular, cerebrovascular, trauma, saúde mental e urgências obstétricas.
Da Redação do Portal AZ

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), juntamente com o Hospital Alemão Oswaldo Cruz, apresentou nesta terça-feira (27), o projeto Gestão de Educação Permanente para Profissionais da Atenção de Urgência (Gepprau), que vai garantir mais recursos financeiros e ampliação dos serviços especializados na urgência e emergência do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), em Parnaíba. A apresentação, que ocorreu durante audiência pública na Câmara Municipal de Vereadores, integra cinco linhas de cuidados: cardiovascular, cerebrovascular, trauma, saúde mental e urgências obstétricas, e foi elaborada pelos profissionais capacitados entre os anos 2017 e 2018.
                         Foto: Reprodução
De acordo com o coordenador da RUE, Telmo Mesquita, essa audiência pública pretende socializar para população, gestores e profissionais de saúde. “Os estudos realizados, além de ser uma oportunidade para firmar o compromisso para implantar as linhas de cuidado nas urgências e emergência nos territórios”, informa.
O diretor da Unidade de Descentralização e Organização Hospitalar da Secretaria, Neris Júnior, ressaltou que boa parte das linhas de cuidados já foi implantada ou está em implantação no HEDA, sendo custeados com recursos do Estado, como os cuidados do Infarto Agudo do Miocárdio, já realizado pelo Hospital, e somos referência na excelência na obstétrica. Brevemente, implantaremos dez leitos psicossociais, um importante serviço a ser aberto. 
O proponente da audiência, vereador Ricardo Veras, avalia a audiência como um importante passo na efetivação nas linhas de cuidados no HEDA, citando o impacto que passa a ter. “Como citado aqui, um paciente com dor torácica, ao dar entrada na urgência, passamos a ter um protocolo clínico, para que possamos ter este paciente melhor assistido, com mais sobrevida e mais qualidade de vida”, declarou. 
A implantação do serviço na área de Saúde Mental, com dez leitos, vai garantir a continuidade do tratamento psicossocial do paciente. O Hospital será um das primeiras unidades gerais da rede estadual a ofertar o serviço na área de urgência e emergência.
Na linha da obstetrícia, o HEDA é uma referência estadual, uma vez que conta com toda uma estrutura e de pessoal na assistência à mulher e nos cuidados no parto, tendo que 75% deles são naturais. O Hospital conta com dez leitos de UTI neonatal e mais dez leitos de Cuidados Intermediários Neonatais (UCIN), além de um consultório obstetrício para pacientes de alto risco.
Nas linhas do trauma e cardiovascular já são feitos procedimentos, sendo que os recursos são garantidos por custeio do Estado. Com a implantação do Gepprau, o custeio será feito via Ministério da Saúde.
O Gepprau é um curso que capacitou profissionais da Rede de Urgência e Emergência (RUE), com a finalidade de planejar e implantar as linhas de cuidados de atenção à saúde na urgência. A implantação dessas linhas vai fortalecer e qualificar os atendimentos no HEDA, cobrindo tanto os municípios da Planície Litorânea como também do Cocais.
Participaram da audiência as vereadoras Fátima Carmino e Neta Castelo Branco, os vereadores Daniel Miranda, Ronaldo Prado e Daniel Jackson, além do secretário municipal de Saúde, Raimundo Bessa, e representantes do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems), da Universidade Federal do Piauí, Instituto de Educação Superior do Vale do Parnaíba (Iesvap), faculdade Maurício de Nassau, Ordem dos Advogados do Piauí (OAB), e funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Parnaíba (SAMU).
Fonte: Portal AZ
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.