quarta-feira, 23 de maio de 2018

Pesquisadores estudam transferir água do rio Parnaíba para Fortaleza

Uma pesquisa feita por grupos da Universidade Federal do Ceará e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) estuda a aplicação de um projeto de transporte de água por tubulações subaquáticas em quatro cidades do mundo.
Do Jornal O Povo - Fortaleza
Um delas é Fortaleza (CE) que pretende a transposição de águas do rio Parnaíba, em um trajeto de cerca de 400 quilômetros, com instalações no fundo do mar. Segundo matéria divulgada no O Povo, o projeto foi publicado na revista científica Water e é viável, em termos econômicos, pois baratearia o custo da água nessas cidades. Segundo o professor Daniel Albierto, do Departamento de Engenharia Agrícola da Universidade Federal do Ceará (UFC), projeto acabaria com o problema da evaporação de água que ocorre nas aduções terrestres, como a que acontece no rio Castanhão e poderá acontecer no São Francisco. A escolha do rio Parnaíba, que cerca todo lado Oeste do Piauí é a vazão média do rio, de 763 m³/s, suficiente para suprir as necessidades de Fortaleza em qualquer situação. 
Foto/Cassio Morreira/Codevasf
Outro ponto é a qualidade da água, apropriada para o consumo. Para evitar qualquer problema com água salobra (uma vez que o rio deságua no mar), o sistema seria instalado ainda na foz, mas em uma área longe da costa. O motivo mais importante é a proximidade do rio com a capital cearense. O estudo aponta um custo de US$ 250 milhões para o projeto. Enquanto outros estados sabem utilizar bem seus recursos naturais, e até os dos vizinhos, muitos piauienses nem sabem o que vão beber amanhã.
Fonte: 180graus.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.