segunda-feira, 18 de junho de 2018

"Não há chapa fechada", garante governador em reunião com petistas

Domingo foi dia de estreia do Brasil na Copa do Mundo, mas também de uma espécie de "sabatina" entre o PT e o governador Wellington Dias.
Por Lidia Brito

A pauta foi esclarecer o que realmente existe de certo entre os partidos da base aliada na formação da chapa majoritária. O governador foi claro: "não há chapa fechada". Segundo apurou o cidadeverde.com, o PT deu "carta branca" para o governador negociar com os aliados, porém o partido ressaltou que não abre mão da reeleição da senadora Regina Sousa. As lideranças presentes no encontro de ontem (17) rejeitaram o nome da senadora Regina Sousa ( PT) para a vaga de vice-governadora. O partido defende o direito dela concorrer à reeleição. No encontro, o PT voltou a se posicionar a favor do MDB na vaga de vice. O partido demonstrou preferência pelo nome do presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado Themístocles Filho ( MDB). Wellington falou da reunião. Segundo ele, o encontro foi importante para esclarecer a relação com o partido.
"Eu sempre tive uma boa relação com a direção, com os dirigentes e os líderes dos partidos. O partido tem uma coisa que é incompreendida, mas eu gosto muito que é a possibilidade das diferentes propostas e ideias. Vamos ter que trabalhar sem ninguém colocar a faca no pescoço do outro. Vamos trabalhar pelo entendimento", destacou.
O governador garante que chapa majoritária ainda não está fechada. "Agora vamos entrar na fase de finalização. Quero considerar o time que temos. Cuidado de tratar do todo, como vai ser a organização, queremos sair do processo mais representativo da população. É claro que cada um sabe suas possibilidades e limites. Quem preencher vai saber quem tem condições de ser governador, vice, senador. Não há chapa fechada. Posso afirmar que estamos avançando e dialogando para todos", disse.
Wellington Dias diz que a composição da chapa só vai ser anunciada após o entendimento. "A chapa tem que ser feita dentro de um entendimento", comentou.
"O interesse maior é a responsabilidade com a população. Queremos para todos qualidade e segurança. É preciso ter alguns líderes que se coloquem a disposição desse trabalho. Temos a responsabilidade de coordenar um time, um grupo e fazer isso pelo entendimento. Estou bastante convencido que em todos os partidos há essa compreensão. Estamos vivendo um momento muito dramático. Temos que colocar em primeiro lugar o interesse do partido", disse.
As declarações foram dadas durante a solenidade de inauguração da nova sede da SEID no Centro de Teresina. O evento contou com a presença de várias lideranças do PT como a deputada federal, Rejane Dias (PT), e a senadora Regina Sousa (PT). 
Flash Lídia Brito 
Fonte: cidadeverde.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.