domingo, 10 de junho de 2018

Polícia tira candidatos que fraudaram provas em 2016 do concurso deste domingo

Envolvidos em fraude ao concurso para agente penitenciário já haviam realizado a inscrição para o certame de agente da Polícia Civil.
Por Valéria Amorim

Sete pessoas envolvidas na fraude ao concurso público para agente penitenciário estadual do Piauí, ocorrido em 2016, foram presas na manhã deste sábado (09) durante a operação Contenção. Três dos acusados já haviam realizado a inscrição para o certame de agente da Polícia Civil que acontece amanhã.
Foto/Portal AZ
A prova do concurso público de Agente Penitenciário foi aplicada no dia 18 de setembro de 2016 e anulada posteriormente por conta da fraude ao certame. Com as investigações, estão sendo cumpridos mandados de prisões temporárias e buscas e apreensões em vários bairros da capital.
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Estado informou que a ação foi realizada entre a equipe do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO) e a Diretoria de Inteligência da SSP-PI, com apoio de unidades da Polícia Civil. Além disso, segundo a SSP-PI, as informações prestadas pelo Núcleo de Concurso e Promoções de Eventos – NUCEPE/UESPI contribuíram nas investigações. Os mandados foram expedidos pelo juiz Luiz de Moura Correa, da Central de Inquéritos de Teresina.
Foto/Divulgação/Polícia Civil
Policiamento no concurso
A Secretaria de Segurança Pública informou ainda que, durante as provas do concurso de delegado e agente da Polícia Civil do Piauí, foi montada uma força tarefa de mais de 200 policiais civis para atuar na fiscalização dos centros de aplicações e assim evitar fraudes ao certame.
Fonte: Portal AZ
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.