sexta-feira, 20 de julho de 2018

Cartas marcadas

Por Arimatéia Azevedo

A aparente decisão ‘definitiva’ do governador Wellington Dias, a respeito da chapa majoritária, não durou 24 horas, e, ao que parece, haverá grandes surpresas e modificações, ainda. Provocou ruidosas reações o anúncio do nome de Regina Souza para a vaga de vice, ao invés de Themistocles Filho porque a despeito de a eterna matriarca do Partido dos Trabalhadores, ter quase nulo cacife natural, e, não fosse o fato de ter sido secretária do governador nas gestões anteriores, seria ilustre desconhecida de todos. Votos ela não tem, pois, nunca foi testada. Ganha a vaga por ser da estrita confiança do companheiro mais ilustre do partido, que já a alojou no mandato de senador. Respeitada no partido, Regina, entretanto, nunca deixou de ser apenas um nome a mais no universo dos Sem-Voto, passando a carregar também consigo o fato de ser reconhecidamente uma senadora apagada, que chegou a ser ridicularizada várias vezes por suas posturas, discursos e intervenções no Senado. Nada a ver a condição de ser mulher, nordestina, de origem humilde,
como podem arrotar seus defensores. Vê-se, hoje, a reação natural à sua indicação à vaga de vice, de olho no governo no longínquo 2022, sem estar preparada para tanto. Se o nome de Regina dá ao governador a certeza de ter um sucessor sob seu comando total, leal, diferente de Wilson Martins, em 2010, que o enfrentou e disputou o governo quatro anos depois, é preciso entender que o eleitor não entenda assim. Portanto, por mais que se imagine ser essa uma chapa imbatível, as eleições de outubro vindouro ainda não são consideradas um jogo de cartas marcadas. É possível que se vá dizer que Wellington nunca prometeu para Margarete continuar; para Themistocles ou para Seu João indicar um protegido. Isso é verdade. Mas ele alimentou por meses um assunto tão sério que pode lhe criar dissabores, inclusive provocar debandada em tão desunida base aliada.
Foto: Portal AZ
Fonte: Portal AZ
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.