domingo, 26 de agosto de 2018

“Eleitor é fundamental no combate à corrupção”, diz presidente do TRE

A versão 2018 do aplicativo Pardal, desenvolvido pela Justiça Eleitoral para uso gratuito em smartphones e tablets, já está disponível para download nas lojas. 
Por Lídia Brito
Foto/Wilson Filho/CidadeVerde.com 
A ferramenta possibilita aos eleitores denunciarem infrações durante as campanhas eleitorais. O presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Francisco Paes Landim, fala da importância da participação do eleitor no combate à corrupção e fraudes. “O eleitor é uma peça fundamental no combate à corrupção e em todo o processo eleitoral. Pode e deve denunciar qualquer suspeita de infração as regras eleitorais. Hoje existem importantes mecanismo de denúncia como, por exemplo, o aplicativo Pardal”, destacou. 
O aplicativo é um importante auxilia à Justiça Eleitoral e ao Ministério Público no combate às infrações eleitorais. O eleitor pode ajudar à Justiça Eleitoral denunciando compra de votos, uso da máquina pública, crimes eleitorais e doações e gastos eleitorais. Entre as infrações que podem ser denunciadas, também estão as de propaganda eleitoral. 
No caso da propaganda, o procurador do Ministério Público Eleitoral responsável
pela propaganda eleitoral, Marco Túlio Caminha, destaca a importância de se combater propaganda eleitoral irregular. Ele afirma que o Ministério Público está
atento às possíveis infrações. “O Ministério Público preza por eleições limpas, transparentes e sem fraudes. A propaganda eleitoral não pode desrespeitar a lei. Ela não pode conter mentiras para que não desvirtue a vontade popular. O Ministério Público Eleitoral está atento quanto a possíveis irregularidades. Todas as denúncias devem ser apuradas", disse.
Nas denúncias feitas por meio do Pardal, deverão constar, obrigatoriamente, o nome e o CPF do cidadão que as encaminhou, além de elementos que indiquem a existência do fato, como vídeos, fotos ou áudios. A autoridade responsável por apurar a notícia de infração poderá manter em sigilo as informações do denunciante, a fim de garantir sua segurança.
Fonte: cidadeverde.com
Com informações do TRE-PI
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.