quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Golpe no WhatsApp promete refeições grátis no McDonald's

Especialistas dão dicas de como se prevenir desta e de outras fraudes que circulam pelo mensageiro e redes sociais.
Fonte: Notícias ao Minuto
WhatSapp/Foto/Reprodução
Usuários do WhatsApp estão sendo alvos de mais um golpe. Desta vez, uma suposta campanha do McDonald’s que promete refeições grátis nas lanchonetes da rede está circulando no app. Segundo a empresa de segurança Kaspersky, a promoção falsa oferece dois combos grátis do McDonald’s em comemoração aos 78 anos da companhia. Contudo, a empresa foi fundada em 1955, e tem 63 anos.
Quando a vítima clica no link, é direcionada para um site que, supostamente, mostra os cupons remanescentes. As orientações para obter o benefício são: encaminhar a mensagem para todos os seus contatos e grupos do WhatsApp. Assim, o usuário receberia um código por SMS. Como explica o 'Olhar Digital', para monetizar o ataque, os cibercriminosos encaminham as vítimas para sites que oferecem serviços pagos, incentivam a instalação de aplicativos legítimos em um sistema "pay-per-install", direcionam as vítimas para sites com muitos anúncios ou ainda oferecem a instalação de apps maliciosos.
A empresa Kaspersky dá dicas para não cair em golpes como este:
- Não clique em links : principalmente os recebidos de desconhecidos e links
suspeitos enviados por amigos pelas redes sociais ou e-mail;
- Desconfie de supostas ofertas recebidas por SMS e anúncios no Facebook : para confirmar se a oferta existe, abra o navegador e acesse o site da empresa.
- Verifique o nome do domínio : é comum entre phishers o registro de domínios usando o nome de marcas famosas e já conhecidas no mercado, porém mudando uma letra no nome;
- Verifique o cadeado de segurança : confirme se o site possui conexão SSL (com cadeado de segurança). Raramente sites fraudulentos o exibem.
- Consulte quem é o dono do site : acesse a lista do PROCON e também o Registro.br, na sessão “Whois”, que informa quem registrou o site. Golpistas geralmente usam endereços de e-mail gratuitos para registrar o domínio (Hotmail, Gmail, etc).
Fonte: Redação/Piauí Hoje
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.