sábado, 11 de agosto de 2018

MYRIAM MARQUES: A REPUTAÇÃO INTERNACIONAL DO BRASIL ACABOU

Myriam Marques, fundadora e coordenadora do comitê "Defend Democracy in Brazil" (Comitê em defesa da Democracia no Brasil) em Nova York, relata que a reputação brasileira está devastada após o golpe de Estado; "O assassinato da vereadora Marielle Franco enterrou de vez a imagem do País", declara; assista a íntegra da entrevista. 
Por TV 247

Myriam Marques, fundadora e coordenadora do comitê "Defend Democracy in Brazil" (Comitê em defesa da Democracia no Brasil) em Nova York, participou do programa Giro das 11, nesta semana, destacando a péssima impressão que o mundo tem do Brasil após o golpe de Estado que derrubou a democracia. Myriam Marques, que tem uma ativa atuação em defesa da saúde pública e direitos humanos, afirma que a comunicação da mídia hegemônica brasileira é pobre. "Quando o golpe ocorreu, até pessoas de esquerda pensavam que o impeachment era legítimo, a narrativa da direita de combate à corrupção foi muito bem sucedida, mas, aos poucos, fomos desconstruindo esse falso discurso", revela. A ativista salienta que a manipulação da mídia hegemônica não é exclusividade da imprensa brasileira. "Veja o editorial do jornal The New York Times, é o tempo todo exaltando o juiz Sérgio Moro", condena.
Apesar de todos os problemas dos EUA, Myriam Martins pondera que no país existem vários canais comunitários, contribuindo na democratização da informação. "Querendo ou não, é Lula que está na imprensa internacional, falem bem ou falem mal", avalia. 
Ela diz que, "para além de todas as arbitrariedades do golpe", o assassinato da vereadora Marielle Franco acabou de vez com a reputação do Brasil internacionalmente. "Sua morte brutal foi fortemente repercutida aqui nos EUA", relata a ativista. 
Inscreva-se na TV 247 e confira o programa Giro das 11
Fonte: Brasil 247
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.