sábado, 29 de setembro de 2018

B-R-O- Bró: temperaturas já chegam a 42ºC no Piauí e umidade vai continuar caindo

As altas temperaturas no Piauí devem permanecer, o que já é esperado no B-R-O BRÓ, e a tendência é que ultrapassem os 42° em algumas regiões.
Por Lyza Freitas
Como já foi registrado este ano em cidades do sul do estado. A previsão do tempo para o Piauí nos últimos três dias já apontou esse aumento de temperatura.
As altas temperaturas no Piauí devem permanecer, o que já é esperado no B-R-O BRÓ, e a tendência é que ultrapassem os 42° em algumas regiões, como já foi registrado este ano em cidades do sul do estado. A previsão do tempo para o Piauí nos últimos três dias já apontou esse aumento de temperatura. 
Além do calor, outro grande problema dessa época do ano é a umidade do ar, que está em torno de 20% e permanecerá baixa. A tendência é que continue caindo até a metade do mês de outubro.
De acordo com os últimos boletins da gerência de Hidrometeorologia da Secretaria de Meio Ambiente do Piauí (SEMAR-PI), permanece um tempo muito seco e quente no estado, “condição essa provocada pela atuação intensa da massa de ar seco, sobre o Piauí, tornando muito baixos os níveis de umidade relativa do ar. Períodos ensolarados e altas temperaturas predominam em todo estado”. A meteorologista da Semar, Sônia Feitosa, explica que realmente em todo o Piauí a temperatura está aumentando, como já era previsto. “Em regiões do Sul do estado (a temperatura) já chegou a 42° do Sul porque há menos penetração de massas úmidas, tempo mais seco, sem chuvas e portanto, mais quente. A tendência é que aumente mais em outubro. Já se registra 42°, então não se descarta passar dessa temperatura até lá’, esclarece.
A partir de agora, no fim de setembro, de acordo com Sônia Feitosa, começa a se notar uma mudança quanto a ocorrência de chuvas. Contudo, ela esclarece que não é nenhum fenômeno novo, pois costuma ser percebido em anos anteriores, inclusive com fortes e isoladas pancadas de chuvas e até chuvas de granito em algumas regiões. 
“Porque começa a ter uma penetração de massas de ar no Sul do país, vindas da região do Goiás, que traz um pouco de umidade, provocando mudanças nos padrões de ventos e pressões na região norte e que chega até o Piauí. Isso convergindo com a pouca umidade e forte calor já existentes no nosso estado, acontecem umas nuances, fazendo com que ocorram pancadas de chuva em outubro, com trovoadas e relâmpagos. São as chamadas chuvas de convecção”, explicou.
Umidade do ar
Sônia afirma que a umidade, que está em torno de 20%, continuará caindo até a metade de outubro. “Só a partir daí é que começa a melhorar”. Em algumas cidades, como Alvorada do Gurguéia e Caracol a umidade está abaixo de 20%. 
Fonte: cidadeverde.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.