sexta-feira, 19 de outubro de 2018

O Dia do Piauí

Embora muitos não aceitem, 19 de Outubro é a data magna da história piauiense. É o Dia do Piauí --- o dia da grande epopeia parnaibana! 
Por Mário Pires Santana
Foi o deputado José Auto de Abreu que, em 1937 a 30 de Agosto apresentou à Assembléia Legislativa um projeto de lei considerando 19 de Outubro o Dia do Piauí. 
Diz a lei nº 176, sancionada: 
Artigo 1º --- 19 de Outubro será feriado estadual. 
Artigo 2º --- Nesta data anualmente serão promovidas comemorações cívicas nos estabelecimentos de ensino e nos centros culturais do Estado com a colaboração do governo. 
Artigo 3º--- revogam-se as disposições em contrário. Publique-se e cumpra-se como lei do Estado. Afrísio Lobão Veras Filho - governador em exercício. 
Aí está a lei! Por que não aceitá-la? Devemos torná-la lembrada por todos, pois foi nas plagas parnaibanas que se registrou o grande evento. Aqui começou o movimento pioneiro; espalhou-se a fagulha da independência do Brasil que, célere percorria todas as Capitanias. Tanto é que antes de chegar a notícia do feito do Ipiranga, já na Vila de São João da Parnaíba os patriotas antecipavam o gigantesco movimento naquela memorável manhã de sol ardente de 1822. Todo o movimento foi elaborado com ardor e entusiasmo na “Casa Grande da Parnaíba”, onde os planos de libertação foram forjados sob a liderança de Simplício Dias da Silva: de ação calma, enérgica e refletida, eminentemente combativa, com o apoio tenaz de João Cândido de Deus e Silva, o propagandista inflamado da libertação. Outro vulto do movimento foi Leonardo de Carvalho Castelo Branco, alma coração e dínamo da revolução. O pugilo de bravos, ali, no Largo da Matriz, que é a legendária Praça da Graça, dá o grito de independência e aclama o senhor Dom Pedro, príncipe regente, como Defensor Perpétuo do Brasil, entre as mais vivas e ruidosas manifestações dos populares que ali se postavam. Na casa da Câmara, hoje Edifício dos Correios, foi lavrada a ata dos acontecimentos. Desta maneira, o 19 de Outubro tornou-se um dia de glória. Entre outros vultos que formaram a plêiade libertadora destacaram-se o Capitão Domingos Dias da Silva, o escrivão Ângelo da Costa Rosal, e o tenente Joaquim Timóteo de Brito. 
O 19 de Outubro foi de fato o dia da Proclamação da Independência do Brasil no Piauí. A partir deste dia as tropas portuguesas sediadas em Oeiras deslocaram-se para Parnaíba, sob o comando de João José da Cunha Fidié para combater os Revoltosos. 
Por que negar a veracidade dos fatos? O 19 de Outubro é mesmo o “Dia do Piauí”! 
Caros leitores, este belo, texto foi escrito pela saudosa professora Maria da Penha no ano de 1982 nas páginas do Almanaque da Parnaíba. Naquela época alguns deputados insuflados por historiadores de Oeiras e Campo Maior tentaram convencer - sem êxito - o então governador Lucídio Portela a mudar os rumos de nossa história trocando a data do Dia do Piauí, para 24 de janeiro ou 13 de março. A luta de um grupo de parnaibanos liderados pela professora Maria da Penha foi vitoriosa. Mas a sanha dos invejosos contra Parnaíba continua, quando já se passaram muitos anos. A lenga-lenga prossegue; já cometeram o absurdo de inserir na Bandeira do Piauí a data de 13 de março. Eles tentam vencer pelo cansaço. E aí é que mora o perigo. Ultimamente Parnaíba tem baixado a guarda, quando não elabora qualquer programação cívica alusiva à data. Enquanto isso em Oeiras e em Campo Maior o povo abraça
a causa deles com louvor. Não fosse a programação do Estado, a data passaria em brancas nuvens em Parnaíba.  
Um Alerta - Que fique bem claro
O Dia do Piauí não é o dia do aniversário do Piauí, visto que o Piauí tem mais de 250 anos. O 19 de Outubro é uma referência à Independência do Brasil no Piauí. Enquanto isso, anualmente, jornais, blogs, rádios e TVs de Teresina e Parnaíba, insistem com essa história ridícula de aniversário. Lamentável!
Mapa: Do Governo do estado do Piauí 
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.