sábado, 27 de outubro de 2018

Roger Waters entra na Justiça para conhecer Lula na prisão

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-líder do Pink Floyd, Roger Waters, quer visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na prisão antes de deixar o Brasil, no domingo (28).
POR *MÔNICA BERGAMO
Os shows do músico britânico no país foram marcados por momentos de protestos. Ele associou o nome do candidato à Presidência Jair Bolsonaro ao "novo fascismo" e chegou a exibir #elenão, usada por movimentos contra a eleição do capitão reformado.
Water entrou com um pedido na Justiça para conhecer o ex-presidente na superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, onde Lula está preso desde abril.
Os advogados que fizeram a petição alegam que Waters é uma personalidade de reputação mundial na defesa dos direitos humanos e citam as "Regras de Mandela", tratado adotado pela Organização das Nações Unidas (ONU) que garantem a todo e qualquer custodiado o contato com o mundo exterior.
Também foi solicitada a presença de um tradutor já que o músico "não fala a língua portuguesa", assim como Lula não domina a língua inglesa.
Fonte: *PLAY LIST/RAYLDO PEREIRA/cidadeverde.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.