quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Sem estrutura, agências dos Correios no interior do PI acumulam encomendas

Entre as deficiências, foram constatadas paredes com cupim e estantes velhas e enferrujadas. Correios fechará uma agência no Estado.
Por Maria Clara Estrêla
O Sindicato dos Trabalhadores dos Correios do Piauí (Sintect-PI) encontrou uma série de irregularidades e problemas na estrutura físicas de agências do interior do Piauí durante vistoria realizada no começo deste mês de outubro. Na agência de Luzilândia, por exemplo, foram encontradas paredes cobertas por cupim e estantes para armazenamento de correspondências cobertas de ferrugem e quebradas. Já na agência de Castelo do Piauí, foi constatado acúmulo de encomendas postais (cartas). Segundo a entidade, isto acontece devido ao baixo efetivo de trabalhadores que fazem entrega na cidade e região. E falando em trabalhadores, o presidente do Sindicato, Edilson Rodrigues Santos, informou que os profissionais estão trabalhando em algumas agências do interior sem os equipamentos básicos de segurança. “São botas rasgadas, falta material de proteção contra o sol, faltam veículos para agilizar as entregas. Tudo isso atrasa o nosso trabalho e resulta em reclamações por parte dos usuários e no acúmulo de encomendas nos centros de distribuição”, pontua Edilson. O Sintect-PI já notificou as superintendências estadual e regional da EBCT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos), mas disse que até o momento não recebeu nenhum retorno quanto às reclamações feitas.
Em todo o Estado, a EBCT emprega cerca de 1.420 trabalhadores, destes quais pelo menos 600 são carteiros e o restante exerce trabalho administrativo, recebendo e ordenando material nos centros de tratamento e distribuição de encomendas. Os profissionais possuem uma jornada diária de oito horas: cinco horas pela manhã, atuando na entrega das encomendas, e três à tarde no trabalho administrativo.
Agência será fechada
Ainda ontem (16), a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (EBCT) anunciou o fechamento de 41 agências em 15 estados do país, incluindo uma agência localizada em Floriano, a 249 Km de Teresina. A estatal informou que as unidades que serão desativadas estão em imóveis alugados, localizadas muito próximas a outras agências e não geram lucros.
Atualmente, Floriano conta com duas agências dos Correios, sendo que uma atende a cidade e a outra as comunidades vizinhas. Ao todo, 13 profissionais trabalham nas duas agências e os cinco que atuam na que será fechada serão realocados em outros locais. O Sintect-PI informou que a EBCT está propondo mudança de função aos profissionais realocados e que está orientando os trabalhadores a não aceitarem isso. Procurado, os Correios se pronunciaram somente a respeito do fechamento das agências. A reportagem ainda aguarda retorno da empresa a respeito das denúncias feitas pelo Sintect-PI.
Confira a nota da EBCT na íntegra
A partir de (16/10), serão encerradas as atividades da agência de correio AC Irapua, situada no Espaço Cidadania Floriano (Av. Dr. José Ribamar Pacheco, 268 – Bairro Cancela). Como alternativa de atendimento, os clientes podem se dirigir à agência AC Floriano no endereço Av. Getúlio Vargas, 51, Centro, localizada a menos de 2km da que está sendo desativada. A unidade atende de segunda a sexta-feira, das 08h às 16h. Para conferir todas as agências da cidade, clique aqui.
O encerramento das atividades da agência AC Irapua faz parte do processo de remodelagem da rede de atendimento dos Correios, que prevê a substituição gradativa de unidades convencionais por modelos diferenciados e mais adequados às necessidades dos clientes. Haverá também ampliação dos pontos de atendimento, dos atuais 12 mil para 15 mil, em todo o país, até 2021, melhorando os serviços para a população.
Fonte: portalodia.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.