sábado, 17 de novembro de 2018

ALBERTO ALMEIDA: TOTAL SUBSERVIÊNCIA BRASILEIRA AOS EUA É ALGO INÉDITO

O cientista político Alberto Carlos Almeida avalia os primeiros passos da política externa brasileira, condenando a "completa subserviência" do governo eleito de Jair Bolsonaro aos Estados Unidos; "Tal postura vai contra a massa crítica do Itamaraty e das Forças Armadas, que sempre prezaram pela independência do País, por isso acredito que haverá resistência por parte das duas instituições", avalia Almeida em entrevista ao programa Brasil Primeiro, da TV 247; Almeida projeta retaliações ao Brasil por parte dos chineses; "A China já critica Bolsonaro e com certeza retalhará o Brasil futuramente".
Por TV 247

Um dos maiores analistas políticos do Brasil e também cientista político, Alberto Carlos Almeida observa os primeiros passos da política externa brasileira, condenando a completa subserviência do governo Bolsonaro aos EUA. Segundo ele aponta em análise à TV 247, setores do Itamaraty e Forças Armadas resistirão a política de completo entreguismo estabelecido pelo recém-eleito presidente. 
Em março de 2018, Bolsonaro foi à Ásia e visitou Taiwan e Japão, excluindo a China da agenda, numa clara demonstração de resistência ao País. Após Bolsonaro rechaçar veementemente as relações com a potencia asiática, Almeida projeta retaliações por parte dos chineses. "A China já critica Bolsonaro e com certeza retalhará o Brasil futuramente", lamenta. 
Ele afirma que, pela primeira vez na história do Brasil, o País possui como estratégia a total subserviência aos EUA. "Tal postura vai contra a massa crítica do Itamaraty e das Forças Armadas, que sempre prezaram pela independência do País, por isso acredito que haverá resistência por parte das duas instituições", aponta.
Fonte: Brasil 247
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.