domingo, 25 de novembro de 2018

Banco, cervejaria e ações de marketing: os planos da FFP para o Piauiense 2019

Ações para atrair o torcedor e reuniões por patrocínios. Sem divulgar detalhes, a Federação de Futebol do Piauí já confirmou ter seus planos para fazer o Campeonato Piauiense de 2019 crescer.
Por *Fábio Lima
Fotos: Fábio Lima/Cidade Verde
O torneio começa no dia 20 de janeiro e já teve sua tabela divulgada. Além de tentar renovar o contrato de patrocínio com a Caixa Econômica Federal, o presidente Robert Brown revelou que a FFP tem conversas com uma cervejaria que poderá apoiar a competição do próximo ano. 
O torneio também deve contar com ações voltadas para atrair o torcedor para os estádios - algo que se promete todos os anos, e que todos os anos espero que seja realmente algo efetivo e produtivo. - A gente vai ter muitas surpresas aí. Particularmente, acho que o campeonato do próximo ano vai ser muito bom. Estamos com umas ideias com o nosso departamento de marketing e comercial. Se der tudo certo, vamos fazer umas coisas para dar uma sacudida a mais nas rodadas. 
As ideias para "bombar" o Campeonato Piauiense não foram detalhadas, mas visam quebrar a ciranda que afunda o futebol no estado: torcedor ausente porque os times são fracos, times ruins porque não há investimento, não se investe por falta de torcedor... 
- A questão primordial é que nós temos que levar o torcedor para o estádio. Para levar o torcedor para os estádios, os clubes têm que fazer times bons. A gente vai tentar dar uma estrutura para ajudar os clubes, para que eles façam esses times, jogadores de nível. E que o torcedor possa voltar. Quando o torcedor voltar, o empresário vai investir e tudo vai melhorar. 
Menos de um mês depois da morte de Cesarino Oliveira, a sensação de pessoas ouvidas na FFP é de que não há muito o que mudar - e nem tempo para pensar em mudanças. A ideia seguir em frente. 
- Vamos continuar o trabalho do presidente Cesarino e essa arrancada vai começar nesse campeonato que, com certeza, vai ser um campeonato show. 
Garantir a segunda divisão
A ideia é crescer o Piauiense Série A, ainda que não tenha sido possível fazer que o torneio crescesse em número de participantes.
Antes de falecer, Cesarino Oliveira havia enviado uma solicitação ao Ministério do Esporte para que fosse autorizada a inclusão de duas equipes no torneio - o Estatuto do Torcedor impõe que os clubes sejam promovidos através de divisão de acesso. Contudo, já são dois anos sem que a Série B Piauiense não alcance o mínimo de quatro equipes para a disputa. 
A resposta do Governo Federal nunca chegou. 
Cesarino Oliveira se foi no início de novembro. Robert Brown assumiu o comando da FFP sem ter outra saída que não fosse manter o Campeonato Piauiense com seis equipes ao invés de oito. A solução mais rápida, pelo visto, é fazer um trabalho antecipado para garantir a presença de clubes no Piauiense Série B de 2019.
*Coluna Na Esportiva
Fonte: cidadeverde.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.