terça-feira, 27 de novembro de 2018

Piauí tem o 3º maior crescimento de médicos em cinco anos, diz CFM

O Piauí foi o 3º estado no país que mais teve crescimento no número de médicos nos últimos 5 anos.
Por Hérlon Moraes
Fonte/ Reprodução/Web
Entre 2013 e 2018, um total de 1.638 profissionais se inscreveram no Conselho Regional de Medicina, o que representa 37,35% a mais. Apenas Rondônia (48,41%) e Tocantins (46,85%) tiveram, proporcionalmente, desempenho superior ao Piauí. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (26) pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).
De acordo com o CFM, os menores percentuais de aumento foram registrados no Distrito Federal (14,88%), São Paulo (15,47%), Rio de Janeiro (17,15%), Rio Grande do Sul (17,66%) e Alagoas (19,62%). Atualmente, o Brasil conta com 466.135 médicos ativos, segundo números de outubro passado. 
Mesmo descontando-se dos novos inscritos o número de médicos que se tornaram inativos no período (por óbito, cancelamento de registro, etc.), o aumento efetivo da população médica no Piauí foi considerado satisfatório pelo CFM, ficando em 33,3%. Sob esse prisma, os estados onde foi registrado maior aumento proporcional de médicos foram: Tocantins (38,7%), Mato Grosso (36,5%) e Maranhão (33,6%). Atrás do Piauí ficou Amapá (32,3%). Por sua vez, os estados com menor crescimento foram: Rio de Janeiro (8,9%), Rio Grande do Sul (14,8%), Alagoas (17,9%), São Paulo (19,6%) e Amazonas (20%).
Mais Médicos
Fonte: CFM
De acordo com o CFM, o Brasil possui médicos ativos, com registro nos Conselhos Regionais de Medicina (CRMs), em número absoluto suficiente para atender às necessidades da população e, inclusive, para ocupar vagas abertas no Programa Mais Médicos (PMM). Em cinco anos, o total desses profissionais cresceu 21,03%. A conclusão é de análise feita pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), a partir de suas bases cadastrais, no período compreendido entre 2013 e 2018.
Fonte: cidadeverde.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.