quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Ufpi repudia atos de censura e reitera liberdade de expressão dentro dos campi

Em meio a ação policial dentro das universidades em vários estados brasileiros, a direção da Ufpi (Universidade Federal do Piauí) divulgou nota reiterando o papel social da instituição.
Por Yala Sena
No comunicado, a Ufpi defendeu a liberdade de expressão e repudiou os atos de censura e violência que as universidades vêm sofrendo ultimamente.
Preocupados com as investidas policiais, estudantes se reuniram com a vice-reitora da Ufpi Nadir do Nascimento Nogueira. Eles trataram sobre violência no campus, processo de apuração e demais encaminhamentos. Em sessão plenária ontem (31) à tarde, o Supremo Tribunal Federal (STF) julgou a medida cautelar deferida pela ministra Cármen Lúcia. Pela medida, ficam suspensas as decisões de juízes eleitorais sobre a busca e apreensão de panfletos e materiais de campanha eleitoral em universidades e nas dependências das sedes de associações de docentes.
Veja nota da Ufpi
Em atendimento ao pleito, a Universidade Federal do Piauí reitera:
Instituição democrática, com pluralidade de ideias e opiniões.
Instituição defensora de um ambiente acadêmico que propicia o debate livre e o respeito ao contraditório. Fiel aos princípios constitucionais, garantidores dos direitos fundamentais. Independente de etnia, orientação sexual, religiosa e política.
Instituição do pleno exercício da liberdade, da manifestação do pensamento, da expressão científica, cultural e política. Sem qualquer forma de censura.
Assim, nos posicionamos contrários a qualquer tipo de ação que venha comprometer ou violar estes princípios.
Repudiamos toda e qualquer forma de violência, autoritarismo, agressão, depredação, confronto ou intimidação a estudantes, professores, técnico-administrativos e terceirizados.
Não compactuamos com a cultura do ódio e de qualquer forma de violência, seja por constrangimentos, ameaças e agressões motivadas pelo racismo, homofobia, credo e demais ações que atinjam direitos e liberdades individuais.
Defendemos a universidade como local de participação, campo de reflexão, argumentação, de crítica, proposição e lugar de produção de conhecimento em nome da ciência, educação e defesa da democracia.
Teresina (PI), 31 de outubro de 2018.
Flash Yala Sena
Fonte: cidadeverde.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.