terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Pauta difícil

Os governadores nordestinos amanhecem hoje, em Brasília: a pauta oficial diz respeito a acompanhar de perto as votações sobre securitização da dívida ativa e a regulação da cessão onerosa de gás e petróleo.
Por Arimatéia Azevedo
Segundo ponto da pauta oficial: reunião com o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), para conversar sobre os fundos partidários dos estados e municípios. 
E o terceiro ponto seria a votação do projeto que trata do bônus de assinatura, complemento da cessão onerosa de gás e petróleo no Senado. Mas, além desses compromissos, pesam nas embaixadas dos governadores a Brasília, os interesses isolados de cada estado. Wellington Dias, por exemplo, tem afundado o caminho que leva ao Palácio do Planalto, sempre acompanhado do seu mais forte aliado no governo Temer, o senador Ciro Nogueira, tentando ver se o presidente libera/autoriza pelo menos
o que ele (Wellington) acha que tem direito, a parte retida, ainda pela venda da Cepisa e, claro, outros itens da receita, como a partilha de recursos da União, que também deixa nos cofres do Tesouro Federal, parte das verbas que se destinam a Estados e Municípios. O que une os governadores neste momento, tanto os nordestinos como os das demais regiões, é o cofre vazio que só ocorre porque no entendimento deles, o próprio governo federal quebra o pacto federativo quando retém a receita que não é dele. Não é sem sentido a frase do governador piauiense: “se a União precisa de receitas, imagine quem está lá na ponta cuidando das demandas do povo". O problema é que essas receitas nem sempre são aplicadas nas finalidades que eles próprios apontam. Outro problema: pelo tempo exíguo, talvez não seja possível se resolver nada mais neste governo e o próximo, do capitão Bolsonaro, já avisou que o andor é mais embaixo, principalmente em se tratando de oposicionista.
Fonte: Portal AZ
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.