sábado, 26 de janeiro de 2019

BANDEIRA DE MELLO PREVÊ LULA LIVRE ATÉ ABRIL

O jurista Celso Bandeira Mello acredita que o ex-presidente pode ser solto em abril, quando completará um ano em Curitiba. "Tudo tem limite", afirmou
Por Brasil 247

Boletim 340 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 25/1/2019 – 294 dias de resistência – 19h55
1- Nesta sexta-feira (25), dia em que se completam 294 dias da prisão política do ex-presidente, na sede da Superintendência da PF em Curitiba, as Mulheres com Lula foram até a Vigília. Companheiras de todas as idades se uniram a resistência e realizaram a Roda de conversa feminista: mulheres frente à crise democrática, com Paula Cozero, militante da Marcha Mundial das Mulheres, advogada e professora. Veja as imagens: https://bit.ly/2sKGT1I
2 - A Vigília Lula Livre recebeu também, nesta sexta-feira (25), o batuque das Mulheres na Luta por Lula Livre. Com latas nas mãos, as companheiras reforçaram a resistência pela liberdade do ex-presidente e exaltaram a luta feminista na América Latina.
3 - Os juristas Eugênio Aragão e Celso Antônio Bandeira de Mello comentaram sobre um ano da confirmação da condenação politica do Lula, pelo TRF-4, completado na última quinta-feira (24). Para Aragão, com a perspectiva do que ocorreu no País nesse período, está "muito claro que, se Lula não tivesse se candidatado à presidência da República, hoje ele não estaria preso". E Bandeira Mello acredita que o ex-presidente pode ser solto em abril, quando completará um ano em Curitiba. "Tudo tem limite", afirmou. http://www.pt.org.br/aragao-se-lula-nao-tivesse-se-candidatado-hoje-nao-estaria-preso/
4 - O programa Bolsa Família, criado pelo ex-presidente Lula, influenciou na queda do número de homicídios nas cidades brasileiras, segundo pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). De acordo com o estudo, o programa pode ter evitado mais de 58 mil mortes em 8 anos. O estudo analisou os dados de 5.057 municípios do país entre 2004 e 2012 e constatou que as taxas de assassinatos caíram à medida que os lugares tinham uma maior cobertura do programa, segundo reportagem do El País, desta sexta-feira (25). Saiba mais: http://www.pt.org.br/fiocruz-bolsa-familia-influenciou-queda-do-numero-de-homicidios/
5 - O "Bom Dia Presidente Lula" desta sexta-feira (25) contou com a participação das mulheres feministas. Lirani Franco, da Secretaria de Mulheres da APP-Sindicato, puxou o grito de resistência que ecoou no Bairro Santa Cândida, em Curitiba, na Vigília Lula Livre. "A nossa luta é todo dia contra o racismo, machismo e homofobia", disse.
Boletim 340 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Fonte: Brasil 247
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.