terça-feira, 29 de janeiro de 2019

MOURÃO DIZ QUE LULA DEVE IR AO VELÓRIO: QUESTÃO HUMANITÁRIA

Diante da demora da Justiça em conceder ao ex-presidente Lula o seu direito participar do velório e sepultamento do seu irmão Genival Inácio da Silva, o Vavá, o vice-presidente Hamilton Mourão defendeu a saída de Lula de Curitiba; "É uma questão humanitária. Perder um irmão é sempre uma coisa triste. Eu já perdi o meu e sei como é que é", disse Mourão, que está no exercício da Presidência; jogo de empurra entre a juíza Carolina Lebbos e o MPF impede que Lula esteja perto de sua família.
Por Brasil 247

O presidente em exercício, o general Hamilton Mourão, afirmou que a presença do ex-presidente Lula no velório de seu irmão é uma "questão humanitária".
"É uma questão humanitária. Perder um irmão é sempre uma coisa triste. Eu já perdi o meu e sei como é que é", disse o presidente em exercício segundo a Folha de S. Paulo. "Eu acho que se a Justiça considerar que está ok, não vejo problema nenhum", acrescentou.
Genivaldo Inácio da Silva, o Vavá, faleceu nesta terça-feira (29), vítima de um câncer de pulmão aos 79 anos. Diante da demora em responder ao pedido feita pela defesa à Justiça Federal de Curitiba, a defesa apresentou um pedido de habeas corpus no TRF (Tribunal Regional Federal) da 4ª Região no final da tarde desta terça, reforçando a solicitação para a saída temporária do ex-presidente.
Fonte: Brasil 247
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.