domingo, 6 de janeiro de 2019

Piauienses pagaram R$ 1 bilhão a mais em impostos no ano passado

Os piauienses pagaram, em 2018, R$ 1 bilhão a mais em impostos, quando comparado ao ano de 2017.
Por *Jordana Cury
Foto: Reprodução / site do impostômetro
Os piauienses pagaram, em 2018, R$ 1 bilhão a mais em impostos, quando comparado ao ano de 2017. O levantamento é do Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), que contabiliza os valores arrecadados pelos estados e municípios.
Em 2018, o Piauí arrecadou exatamente R$ 11.858.748.317,15. No ano anterior, o valor foi de R$ 10,79 bilhões. Os dados correspondem ao total de impostos, taxas e contribuições pagos do dia 1º de janeiro ao dia 31 de dezembro de cada ano. A arrecadação do Piauí corresponde a 0,45% do total arrecadado no país. 
Vale destacar que passou a valer, em janeiro de 2018, o aumento da alíquota de impostos do ICMS no Piauí para combustíveis (31%) e serviços de comunicação (30%), medida que contribuiu significativamente para a alta na arrecadação.
Foto: Marcos Santos / USP / Fotos Públicas
A capital, Teresina, teve a maior arrecadação piauiense. Foram quase R$ 627,7 milhões pagos em impostos e taxas no ano passado, o que corresponde a mais de 5% do valor total pago no estado - lembrando que o Piauí tem 224 municípios.
Esse ano, até a tarde deste sabádo (5), o Piauí já arrecadou R$ 195,4 milhões, cerca de R$ 2 milhões a mais que no ano passado, o que mostra a tendência de alta na arrecadação. Teresina arrecadou R$ 10,78 milhões em 2019.
Brasil
Levando em conta todo o país, foram arrecadados, em 2018, R4 2,38 trilhões em impostos, taxas e contribuições. Em 2017 havia sido R$ 2,17 trilhões. 
Apesar de a arrecadação ter aumentado, o número de dias trabalhados para pagar impostos se mantém constante desde 2016. Segundo o impostômetro, o brasileiro trabalha, exatamente, 153 dias no ano só para arcar com a tributação. Isso significa 5 meses por ano. 
Neste ano de 2019, a arrecadação do país já soma R$ 39,4 bilhões. Com esse dinheiro, segundo a estimativa do site, daria para comprar mais de 90 milhões de cestas básicas. 

Foto: Reprodução / site do impostômetro
*Economia&Negócios
Fonte:cidadeverde.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.