quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Senai do Piauí disponibiliza 9.391 vagas para 2019

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Piauí (Senai-PI) vai oferecer 9.391 vagas para qualificação, aprendizagem industrial e cursos técnicos presenciais e à distância, em 2019.
Da Agência do Radio Mais
As oportunidades são para as três unidades de Teresina e também para Parnaíba, Picos, Piripiri, Esperantina e Corrente.
As matrículas para os cursos de mecânico de motocicletas, padeiro, confeiteiro, programador web, eletricista instalador predial de baixa tensão, programador de sistemas já estão abertas. Quem se interessar pelos cursos à distância (EAD), em diversas modalidades, também já pode se matricular.
Para os cursos técnicos presenciais, as inscrições ainda não começaram. Serão oferecidos cursos com habilitação nas áreas de administração, informática, meio ambiente, edificações e alimentos.
Os cursos com maior demanda, segundo a diretora de Educação profissional do Senai-PI, Sandra Ataíde, são os da área da construção civil, alimentos e bebidas, que estão entres os principais setores do Estado. Junto com serviços industriais de utilidade pública e minerais não metálicos representam 89,9% da indústria do estado. Os dados são do Portal da Indústria, que também aponta que, no Piauí, o setor de alimentos foi o que mais ganhou participação na indústria.
Um levantamento feito pelo Senai mostra que 80% dos alunos que concluíram cursos técnicos foram inseridos no mercado de trabalho já no primeiro ano. Além de facilitar o acesso ao mercado de trabalho, a formação técnica pode aumentar em 18% a renda média dos trabalhadores, como mostra o estudo “Educação Profissional no Brasil, uma avaliação com base no suplemento da PNAD-2014”. O salário inicial de uma formação técnica gira em torno de R$ 2 mil.
Para a diretora, a educação profissional é fundamental para integrar teoria e prática, e, por isso, é o caminho mais rápido para chegar ao mercado de trabalho. No entanto, Sandra destaca que os cursos técnicos ainda são vistos com certo preconceito. “A gente sabe que não só aqui, mas a nível de Brasil, tem aquela cultura voltada a demanda somente para cursos superiores. Então, no Brasil, como um todo, existe uma necessidade grande por profissional técnico”, afirma.
Ainda segundo Sandra Ataíde, a formação técnica não substitui a educação superior e pode até ajudar no ingresso de uma graduação. “A gente diz que é um caminho a seguir. Os estudantes vêm para o SENAI, eles fazem o curso técnico e, posteriormente, eles podem ser inseridos nas áreas tecnológicas, nas engenharias, cursando, justamente, o nível superior”, destaca.
Indústria 4.0
Em 2019, também serão lançados cursos voltados para a Indústria 4.0, que traz a integração do mundo físico e virtual, por meio de inovações tecnológicas. Isso porque a previsão é que surjam 30 novas profissões em oito áreas nos próximos cinco a dez anos. Engenheiro de cibersegurança, técnico em informação e automação, mecânico de veículos híbridos e projetista para tecnologias 3D são algumas das novas ocupações que devem surgir e se consolidar no mercado.
As matrículas podem ser feitas diretamente nas unidades. Para ver a lista completa dos cursos oferecidos pelo Senai no estado do Piauí, basta acessar www.fiepi.com.br/senai.
Orientação profissional
Uma plataforma online exclusiva para orientação profissional, que recebeu o nome de Mundo Senai, foi lançada no início de novembro deste ano. A ferramenta, que é gratuita, funciona como um guia profissional e vai ajudar a identificar cursos de acordo com os perfis de quem acessar. Nela será possível obter informações sobre cursos do Senai de todos os estados, além de ter acesso a vagas de emprego e estágio.
Logo/Reprodução/web 
Fonte: cidadeverde.com
Com informações da Agência do Rádio Mais
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.