sábado, 16 de fevereiro de 2019

A ira dos suplentes

Por *Arimatéia Azevedo

Tem-se comentado muito que o problema no voo do governador de São Paulo para cá, anteontem, não pesou, como se noticiou, no impedimento de sua ida a Assembleia Legislativa para entregar o projeto de reforma. Até porque, em se tratando de um calhamaço de papel, poderia ser entregue por qualquer secretário, o de governo, Merlong Solano, por exemplo. O que se diz é que está havendo uma briga surda, nos bastidores, entre os suplentes de deputados que esperavam a convocação, e, agora, o governador diz que não chamará nenhum deputado para cargos no executivo. Tem suplente, que já foi deputado, passando – como eles se queixam – muitas necessidades. E alguns deles são do PT, partido do governador. Wellington só quer tratar dessa questão daqui a alguns meses, porque, decididamente, não tem caixa para bancar essa farra de convocações. No seu terceiro governo, ele chegou a emplacar 15 suplentes, metade da composição da Assembleia Legislativa. Essa dificuldade não se aplica ao primeiro suplente, Bessá Filho, que deverá ser chamado para o lugar de Júlio Arcoverde que, numa inusitada decisão, ou, como se diz, após um misterioso acordo entre o prefeito Firmino Filho e o senador Ciro Nogueira, deverá ocupar o insípido cargo de secretário de Esportes e Lazer (Semel), da prefeitura de Teresina. Não pesam aí os requisitos, porque a afinidade que o deputado pode ter nessa tarefa é apenas porque foi dirigente de clube de futebol. Está em jogo, portanto, a sucessão municipal que, embora só vá ocorrer em 2020, os personagens já se mexem na formatação dos acordos. Júlio, entretanto, parece aceitar o a empreitada correndo risco até de manchar sua imagem em troca de pouca coisa porque o próprio eleitor decididamente entende isso como uma jogada puramente eleitoral.
*De sua Coluna: Irreverente, verdadeira e sem cortes. A principal coluna política do Piauí, que não se prende a pauta do dia a dia.
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.