terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

MOURÃO RECHAÇA PREVIDÊNCIA DE GUEDES E IDADE MÍNIMA DE 65 ANOS PARA HOMENS E MULHERES

A proposta de idade mínima de 65 anos, para homens e mulheres, na reforma da Previdência do ministro Paulo Guedes, não conta com o apoio do vice-presidente Hamilton Mourão, nem do presidente Jair Bolsonaro, que está internado no Hospital Albert Einstein. "O presidente não é favorável a igualar homem e mulher na idade mínima. Eu também não", disse ele.
Por Brasil 247

Em mais uma evidência de que o alinhamento político é uma realidade que passa longe de Brasília neste momento, o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou que Jair Bolsonaro é contra igualar a idade mínima para homens e mulheres em 65 anos. A proposta de equiparar as idades brotou do gabinete do ministro da Economia Paulo Guedes. Mourão disse: "O presidente não é favorável a igualar homem e mulher na idade mínima. Eu também não". A reportagem do jornal O Globo destaca que "a versão da proposta inclui ainda tempo de contribuição de 40 anos para receber o benefício integral e a criação de um regime de capitalização (pelo qual cada trabalhador passa a contribuir para a própria aposentadoria). Mourão voltou a afirmar que o texto a ser enviado para o Congresso terá que ser aprovado pelo presidente: 'tem que aguardar, o presidente vai decidir isso ainda. Não sei como vazou esse troço. Não adianta ficar especulando'."
A matéria ainda acrescenta: "hoje, a aposentadoria por idade do INSS exige que o trabalhador tenha 60 anos (se for mulher) ou 65 (se for homem) para que seja concedida. Além disso, é necessário que o segurado apresente, no mínimo, 180 contribuições efetivas para a Previdência Social, ou seja, pelo menos 15 anos de recolhimento. Já na aposentadoria por tempo de contribuição , o segurado tem que comprovar 30 anos de recolhimento (mulheres) e 35 para homens."
Fonte: Brasil 247
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.