quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

PESSOAS INTELIGENTES ERRAM. LULA ERROU!!!

Lula errou! Deveria ter pedido asilo político e ter ido embora! Lula errou porque acreditava na justiça, nos togados!
De uma Página do Facebook

Lula errou porque jamais imaginou que os togados mafiosos iriam passar por cima da constituição e prendê-lo sem provas, aliás, que forjariam provas para condená-lo! Lula errou porque jamais imaginou que a elite ficaria indignada com suas ousadias: pagar a dívida externa, coisa jamais pensada pelos ocupantes anteriores do cargo presidencial sem precisar privatizar nada, transformar nossa economia, colocando-a entre as seis maiores do mundo, ultrapassando o Reino Unido, tirar milhões de brasileiros da extrema pobreza, levar água ao sertão nordestino, transpondo o Rio São Francisco, construir universidades e escolas técnicas por este Brasil a fora, dar oportunidade a filhos de pobres cursarem universidades lado a lado com os filhos das elites, por programas como o minha casa minha vida, universidade para todos, por permitir que o pobre realizasse alguns sonhos até então inatingíveis! Pessoas inteligentes erram! Lula errou por não se precaver contra a maldade humana, pois muitos tinham ciúmes das conquistas de um torneiro mecânico que dormiu em palácios reais como se estivesse em seu apto no ABC! É, Lula errou! Jamais imaginou que milhões de pessoas que foram beneficiados com seus programas sociais, fossem lhe virar as costas! Lula, a cada ato dos fascistas contra Você, contra o povo, contra o patrimônio público que Você tanto lutou, mais eu te respeito e te admiro! Tive o grande prazer de conhecê-lo pessoalmente lá pelo anos 90. Sei que Você talvez não lembre de mim! Não importa! Agora chegou a hora de nós, o povo que foi beneficiado com suas políticas, corrigirmos o seu erro! Chegou a hora de lotarmos as ruas exigindo sua liberdade! Chega de injustiça! #Lulalivre
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.