domingo, 31 de março de 2019

Inépcia oficializada

Por *Arimatéia Azevedo do Portal AZ

A incúria do Estado em relação aos seus bens é sobejamente conhecida, sendo esta prática uma infeliz recorrência na administração pública. Mas daí a registrar esse pouco caso vai uma grande distância. Foi, contudo, o que fez o senhor Décio Solano, irmão do agora deputado federal Merlong Solano (PT), ao assinar um relatório de gestão de um zumbi estatal piauiense, a Rede Integrada de Hotéis e Pousadas – Rimo. O documento não tem demonstrações financeiras, o que deveria ensejar sua reprovação pelo Conselho Fiscal, composto por Cláudio de Souza Brito, Luynne Vaz Ibiapina Sabóia e Kenya Costa Ciríaco. Mas eles aprovaram o relatório “com ressalvas”. E bota ressalvas nisso. A Rimo tem estabelecimentos em Corrente, São Raimundo Nonato, Canto do Buriti, Amarante e Luís Correia. Em Corrente, a concessionária do hotel, Noélia Valle Setragani, não paga pelo uso do hotel; em São Raimundo Nonato, o Hotel Serra da Capivara, cedido a Raimundo O de Sousa por R$ 500 mensais, não comprova o recolhimento deste valor; o hotel Rimo de Canto do Buriti está depredado pela ação de vândalos; a concessionária da Pousada Velho Monge, em Amarante, Iara Luiza Teixeira de Morais, não comprova o recolhimento do valor mensal de R$ 350. Não há informações financeiras sobre os contratos firmados com Associação Piauiense de Municípios, OAB/Caixa de Assistência dos Advogados, Sindicato dos Servidores do Tribunal de Contas e Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Parnaíba para exploração do Balneário Atalaia, em Luís Correia. Ou seja, ninguém na Empresa de Gestão de Recursos, responsáveis por esses ativos de hotelaria, sabe o que realmente ocorre. Eles não são donos do boi nem estão preocupados em olhar o boi para que ele engorde.
*Irreverente, verdadeira e sem cortes. A principal coluna política do Piauí, que não se prende a pauta do dia a dia.
Fonte: Portal AZ
Edição:Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.