sexta-feira, 5 de abril de 2019

Brasil só têm 4 times grandes, afirma jornalista do Sport TV

Segundo ele, somente Flamengo, Corinthians, Palmeiras e São Paulo são grandes.
Do Terra
Rodrigo Capelo gerou uma polêmicaFoto: Reprodução / Internet
Rodrigo Capelo, jornalista do Sport TV, conhecido por tratar de questões econômicas no meio do futebol, deu uma declaração polêmica no programa “Acabou a Brincadeira” nesta quarta-feira (03). Capelo afirmou que não existem mais 13 grandes clubes no futebol brasileiro como em 1980. Segundo ele, somente Flamengo, Corinthians, Palmeiras e São Paulo são grandes.
"Eu tava pensando em usar superclubes, para se referir aos quatro clubes e manter os grandes, grandes, mas em nome da clareza, vamos dessa maneira". Afirmou o jornalista. Ele ainda disse que Grêmio, Internacional, Cruzeiro e Atlético-MG se revezam entre os grandes e se posicionam, em determinados momentos, como essa quinta força. Desses quatro, para ele, o grande da vez é o clube tricolor gaúcho.
Capelo "Muito bem administrados, eles conseguem competir na grana, eles têm capacidade financeira de disputar títulos. Hoje, sem dúvidas, é o Grêmio. Os outros três estão passando por dificuldades financeiras, que não são poucas". Carlos Cereto, apresentador do programa, interrompeu Rodrigo, em tom de brincadeira, pedindo para que ele não mudasse de posição. "Não venha mudar sua posição, não. Não venha pipocar não", brincou.
Já o Vasco, Botafogo, Santos, Bahia e Fluminense, de acordo com o jornalista, não são mais grandes e citou como exemplo dois dos três clubes cariocas na lista.
"É polêmica, porque tem uma carga emocional muito forte, né Cereto? Quanto tempo o Vasco não disputa um Campeonato Brasileiro pra valer? Em 2011 teve uma pequena fase boa... O Fluminense mesma coisa, conseguiu na época da Unimed porque tinha um parceiro que colocava dinheiro, contratava jogadores diretamente, pagavam bons salários e conseguia competir... Mas o Fluminense em si, antes e depois, muita dificuldade pra competir na primeira divisão. Disso que eu estou falando, de competitividade", concluiu.
Fonte: Piauí Hoje
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.