segunda-feira, 15 de abril de 2019

Golpes se espalham na internet e vítima perde R$ 40 mil ao vender carro

Na última semana, o 3º Distrito Policial recebeu pelo menos cinco vítimas que caíram em golpes envolvendo a venda de automóveis pela internet, por meio de sites de classificados online.
Por Carlienne Carpaso
Foto: Valmir Macêdo
O chefe de investigação, Hilton Barbosa, informou ao Cidadeverde.com que o último ocorreu nesta quinta-feira (11). A vítima perdeu cerca de R$ 40 mil. "Esses dias recebemos denúncias de pessoas que caíram em golpe de R$ 18 mil, R$ 15 mil, R$ 25 mil, R$ 38 mil. Praticamente, é a mesma conversa, golpe de venda de carro na OLX. A pessoa vende o carro depois vê que o dinheiro não caiu na conta, e o comprador perde o dinheiro porque na verdade caiu em outra conta", diz o chefe de investigação. 
Barbosa explica como ocorre o golpe e pede que compradores e vendedores tenham mais cuidado. Isso porque o golpista, no caso uma terceira pessoa, se envolve no negócio para obter vantagem. Golpe na OLX: O golpista entre na OLX e faz uma busca pelas ofertas de carros. Ele pega o veículo do seu interesse e liga para o vendedor verdadeiro. Na ligação, ele obtém as informações do veículo, como valores e características, demonstrando interesse.
O vendedor verdadeiro é a sua primeira vítima. Após conversar com ele, o golpista entra em contato com outra pessoa interessada em comprar um carro. O golpista conversa com esse comprador como se o carro fosse dele e tem interesse em vender, por questões pessoais. 
O golpista marca um encontro entre o vendedor verdadeiro e o comprador interessado, mas ele deixa claro ao comprador que não é para tratar de valores, ele deve apenas olhar o carro para ver se é de interesse.
Para marcar o encontro, o golpista diz ao verdadeiro dono que enviará alguém da sua confiança para olhar o carro. 
Caso a venda aconteça, o golpista oferece a sua conta (algumas podem até ser de outras estados) para que o comprador faça o depósito do dinheiro. Caindo o dinheiro na conta, ele rapidamente saca ou transfere para outra conta.
O golpista então faz um "falso depósito" para o vendedor verdadeiro. Ele coloca um envelope sem cédulas, que só será percebido horas ou até dias depois já que o dinheiro não cairá na conta. 
Descoberta a farsa, o comprador enganado perde o dinheiro e fica sem o carro porque, em alguns casos, o vendedor verdadeiro percebe o golpe antes de repassar os documentos do veículo.
O chefe de investigação pede que, antes de fechar qualquer negócio, o comprador ou o vendedor busque por informações na polícia caso desconfie de alguma situação e denuncie o caso antes que seja tarde demais. "Desconfie antes de fechar qualquer negócio na internet porque quase todo dia aparece alguém caindo em golpes assim". 
Os próprios cassificados online, como a OLX, orientam os compradores que evitem depositar valores antes de verificar a existência do conteúdo anunciado. A OLX pede ainda que nunca efetuem entrega de produtos, faça pagamentos ou envie códigos de confirmação de suas contas pessoais para alguém que se diz "representante da OLX". Outra orientação é fechar negócio em um lugar público que ofereça um ambiente seguro, e avise outras pessoas. Se possível, ir acompanhado. Havendo suspeita, o cliente pode fazer uma denúncia clicando em "Denunciar" na página do anúncio ou pelo chat.
Fonte: cidadeverde.com
Edição: Mário Pires Santana 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.