sábado, 13 de abril de 2019

ITAÚ MOSTRA QUE A DECEPÇÃO COM BOLSONARO É PROFUNDA

"Previsões econômicas costumam ser alteradas, não é novidade. Mas é impressionante o grau de redução das expectativas para a economia divulgado agora há pouco pelo Banco Itaú. É quase cortar à metade o que se previa no início do ano", diz Fernando Brito, editor do Tijolaço.
Por Fernando Brito, editor do Tijolaço

Previsões econômicas costumam ser alteradas, não é novidade. Mas é impressionante o grau de redução das expectativas para a economia divulgado agora há pouco pelo Banco Itaú, casa bancária de onde veio o até pouco tempo atrás presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn. É quase cortar à metade o que se previa no início do ano.
E, diria o outro, "por enquanto", porque o banco diz que "os índices de confiança apresentaram recuo generalizado em março e indicam risco de arrefecimento adicional da atividade à frente."
Ninguém descarte que logo estejamos perto do 0% de crescimento. Sabe como é, o próprio presidente diz que não entende nada de economia.
O problema é que as nossas autoridades econômicas, ao que parece, também não, pois preferem apostar em fatores econômicos tipo "brilho nos olhos", "instinto animal"e outras bobagens do tipo.
Fonte: Brasil 247
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.