segunda-feira, 1 de abril de 2019

Professores rejeitam proposta de Wellington Dias e greve na Uespi continua

A greve já dura 15 dias e a manutenção do movimento será decidida em assembleia geral.
Por Lucas Sousa
Foto: Lucas Sousa/Portal AZ
Terminou sem acordo a reunião entre o governador Wellington Dias e representantes dos professores da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), que estão em greve desde o último dia 18.
O governador evitou falar com a imprensa, mas de acordo com o secretário de governo, Osmar Júnior, Wellington Dias apresentou aos docentes alternativas que podem ser atendidas pelo governo sem ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).
Na reunião, Wellington Dias também fez um apelo para que os docentes encerrem o movimento grevista. “Eles entenderam que estamos no meio de uma crise, eles querem uma aproximação maior com o governo e justamente para permitir essa aproximação o governador os recebeu e acabou de autorizar a criação de um grupo formado entre o governo do Estado e o pessoal da Uespi para tratarmos da autonomia financeira da instituição”, declarou Osmar Júnior. Rosângela Assunção, coordenadora geral da Associação dos Docentes da Uespi (Adecesp) informou que a categoria não ficou satisfeita com a proposta do governo.
Foto: Lucas Sousa/Portal AZ
“A pauta que trouxemos do reajuste salarial e da convocação de concursados não foram atendidas, mas se vamos continuar com a greve isso só a categoria vai decidir”, declarou.
A greve já dura 15 dias e a manutenção do movimento será decidida em assembleia geral, que ocorre na próxima quarta-feira às 9h.
Fonte: Portal AZ
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.